Eduardo Penido e Renato Araújo: Rito de passagem na Linha do Equador

0
173

http://dai.ly/x3dwb0t


 

NETUNO

A tradição tem origem na época das expedições marítimas portuguesas


Edição – Adilson Pacheco
Fonte – TJV
Post – 19/11-08:29


 

É uma tradição da navegação mercante, esportiva ou cruzeirista fazer uma cerimônia a bordo quando uma embarcação cruza a Linha do Equador, que divide os hemisférios Sul e Norte. O rito de passagem é antigo e os novatos que cruzam pela primeira vez são alvo de brincadeiras. O batismo não é nada cheiroso: óleo de peixe, espuma de barbear e outras coisas mais são jogadas nos marinheiros de primeira viagem.

A tradição tem origem na época das expedições marítimas portuguesas, que queriam reafirmar a sua coragem e fé através do batismo durante a temida travessia da linha equatorial.

Os brasileiro Eduardo Penido e Renato Araújo já fizeram a travessia no passado, mas a tradição de brindar Netuno continuou. Neste fim de semana, na passagem pela Linha do Equador, a tripulação do Zetra comemorou a entrada na latitude Sul. ”Estamos oficialmente no Sul. Comemoramos com suco de laranja, sardinha e Doritos. Vamos oferecer ao Netuno”, disse Renato Araújo. ”Com um pouquinho de cachaça”, emendou Eduardo Penido