Vela – Regata para coleta de plásticos e outros lixo  no Oceano Atlântico sul

0
364

Uma regata para coleta de plásticos e outros lixo  no Oceano Atlântico sul cujo o troféu de Campeão  ou fita azul  não será para o barco que chegar em primeiro, mas para barco cuja tripulação coletar o maior volume de lixo do mar.

A regata visa movimentar os mais de 60% dos veleiros do Brasil que ficam  atracados o ano inteiro.

E em Santa Catarina, polo náutico nacional a situação é  mais grave – tem veleiro que está a anos atracado.

Alguns velejadores apontam que falta incentivos,  falta de apoio,  outros precisam ser motivados para o esporte de vela, outros compraram um veleiro só para dar um navegada nos finais de semana –  e  outros reclamam que é caro usufruir infraestrutura  de iate clubes,  instituições. Enfim, um time sem comando.

Pois é , mas uma  maré  bate diante destes ventos e tormentas e apresenta um novo formato de integrar o  seu veleiro  no mundo do esporte de vela.

Visando a formação e aperfeiçoamento de velejadores, movimentar o setor de vela de uma forma mais prática,  dinâmica,  com realização de regatas, cursos náuticos, palestras, estaleiros para serviços náuticos e intercambio empresarial náutico de vela.

 

Esta é a proposta da SCBrasil Esporte Náutico é uma brasileira  que chegou a registrar um barco brasileiro Imoca na The Ocean Race, lança no mercado do esporte náutico de vela  o  “SCBrasil Clube Amigos da Vela”. A ação é um programa da empresa náutica visando agregar velejadores.

Como um programa empresarial,  será oferecido aos desportistas da vela um formato de ação para  se integrar ao  Programa SCBrasil Clube Amigos da Vela –   não como associados, mas  parceiros contribuintes.

O ponto de partida do Programa SCBrasil Clube Amigos a Vela será uma regata, a ser promovida em Santa Catarina denominada de “Regata Oceano 365” cuja meta é unir velejadores de todo o Brasil para uma  regata com coleta de lixo do Oceano Atlântico Sul.

O diferencial nesta regata é que quem ganha – não é o que chega em primeiro, mas o barco que  coletar o maior número de plástico e outros lixos do mar.