Começa nos próximos dias a montagem da Vila da Regata, a Ocean Live Park

0
153
Foto Adilson Pacheco RNNM

Com a largada dos cinco Imoca da Cidade do Cabo, África do Sul,  Itajaí começa ver a montagem da Vila da Regata, a Ocean Live Park, no Centreventos, e intensifica os preparativos para o evento.

A maior distância entre  África do Sul ao Brasil,12.750 milhas náuticas/14.672 milhas/23.613 quilômetros, marcando a da terceira etapa e está atraindo mais turistas de outras partes do mundo, com a desistência das paradas na China e Nova Zelândia.

A expectativa da organização da parada brasileira é que a regata movimentará cerca de R$ 100 milhões na economia da região, na edição anterior a cidade recebeu 80 mil turistas estrangeiros.

O Governo Municipal de Gênova está trazendo um pavilhão para expondo a economia da cidade que é o porto final da volta ao mundo.

Ocean Live Park abrirá ao público no dia 29 de março e deve receber mais de 500 mil visitantes até a largada dos barcos para Newport, nos Estados Unidos.

Rota longa

Haverá outra escala prolongada entre Itajaí, Brasil e até Newport, Rhode Island., na costa leste dos Estados Unidos.

De lá, a Regata retorna à Europa, com uma etapa transatlântica para Aarhus, na Dinamarca, seguida por um Fly-By de Kiel, na Alemanha, a caminho de uma parada em Haia, na Holanda.

Em seguida, é a etapa final offshore – a Grande Final – para Gênova, na Itália, grande finale da regata volta ao mundo.