França – Coluna da jornalista Raquel Cruz – direto da Vendée Globe: Desaparecido no Hawaii

1
445

cruz



 

RAQUEL CRUZ

Jornalista catarinense, amante do mar e do esporte. Atuou na comunicação da etapa brasileira da Volvo Ocean Race 2014-2015, Transat Jacques Vabre (edições 2013, 2015 e 2017) e 1ª Semana da Vela de Itajaí. Foi repórter esportiva e voluntária na Associação Náutica de Itajaí. Atualmente, cursa pós-graduação em Gestão Digital pela Université de Paris X – Nanterre, França, de onde acompanha as principais regatas de oceano do circuito europeu.
Contato: raquelcruz@outlook.com
Twitter: @_raquelcruz



 

Coluna da jornalista Raquel

Cruz – direto Vendée Globe

 

Desaparecido no Hawaii

 

SAILING-FRANCE-CHINA-GUO-CHUAN

 

 

O mar é tão fascinante, quanto misterioso. Desde o momento em que a humanidade dominou a arte da construção naval, milhares e milhares já experimentaram o gosto de ver a terra de longe e o azul sem fim no horizonte. A paixão marítima, por outro lado, tem seus eventos incompreensíveis e, por vezes, cruéis. Escrevo a minha terceira coluna de dentro de um barco atracado bem ao lado dos 29 IMOCAs da Vendée Globe, na Vila da Regata de Sables d’Olonne, e a notícia do dia balança para o lado menos simpático da história com o desaparecimento do velejador Guo Chuan.

O chinês de 51 anos foi candidato para participar do tour do mundo e, após abandonar sua campanha da VG2016, lançou-se para travessias a bordo de um trimarã. Na última terça-feira, ele velejava ao longo da costa do Hawaii quando se comunicou com sua equipe em terra pela última vez. Na madrugada passada, um barco que navegava na mesma região finalmente encontrou o trimarã do skipper asiático sem ninguém a bordo. A última informação é de que as buscas devem continuam pelas próximas horas.

Guo foi candidato a participar da Vendée Globe 2016 e chegou a participar das primeiras reuniões entre os participantes da regata na cidade francesa, mas acabou abandonado o projeto no meio da campanha. A proposta era de se tornar o primeiro asiático na história do tour do mundo. Ele já detém o título de primeiro chinês a dar a volta ao mundo sem escala a bordo de um monocasco em 137 dias e 20 horas, além do recorde da travessia do Pacífico em solitário.

O mar tem dessas, às vezes dá seus calça pés para mostrar sua imponência. A festa na Vila da Regata nos Sables d’Olonne continua até 6 de novembro, dia da largada para os 29 participantes. Restemos positivos! Quem sabe o desaparecimento de Guo não seja apenas um susto para não nos esquecermos de que é preciso ser prudente sempre.



Coluna anterior – http://regatanews.com.br/coluna-da-jornalista-raquel-cruz-direto-da-franca/

 

Comments are closed.