Vela brasileira estreia no evento-teste de Paris 2024 no domingo

0
94

O evento-teste da vela para os Jogos Olímpicos de Paris 2024 terá início em Marseille neste domingo (9), contando com a participação de seis atletas brasileiros em quatro classes diferentes.

A Equipe Brasileira de Vela será representada por Mateus Isaac na classe iQFoil, Martine Grael e Kahena Kunze na classe 49er FX, Bruno Lobo na classe Formula Kite, e João Bulhões e Marina Arndt na classe Nacra 17.

A equipe brasileira contará com Klaus Biekarck como chefe de equipe, um experiente velejador, e com Torben Grael, bicampeão olímpico, como treinador principal. Os velejadores brasileiros receberão apoio técnico de Pepe Lis como treinador de 49er FX, de Bruno Prada, medalhista olímpico, no iQFoil, e de Ricardo Paranhos como treinador de Nacra 17.

Alguns dos atletas participam de eventos internacionais apoiados pelo termo de fomento à vela olímpica em parceria com a CBVela. O objetivo é preparar a Equipe Olímpica Principal de Vela e participar de campeonatos internacionais. O número do convênio é 930972/2022.

“Estamos vivendo um momento especial, e nossos atletas estão participando do evento-teste de Paris 2024, exatamente um ano antes das regatas oficiais. Eles têm a oportunidade única de testar suas habilidades e estratégias, além de se familiarizarem com o local e as condições de competição em Marselha”, disse Marco Aurélio de Sá Ribeiro, presidente da CBVela.

“Com uma equipe brasileira de vela forte e dedicada, juntamente com seus talentosos treinadores presentes, estamos confiantes de que eles estão prontos para enfrentar esse desafio e buscar o sucesso nos Jogos Olímpicos. É um verdadeiro ‘ensaio geral’ que nos enche de esperança e expectativa para as conquistas futuras”, acrescentou.

Além dos atletas, a Equipe Brasileira de Vela conta com Tânia Sampaio como líder da área Multidisciplinar e da Saúde, e Ricardo “Blue” Lobato como consultor de regras.

“A cada passagem por Marselha, nos familiarizamos cada vez mais com a raia e as condições climáticas. Estamos estabelecendo uma rotina que inclui hidratação, alimentação e adaptação às condições. Tem sido muito produtivo. Já enfrentamos desde um mistral até um vento de terra quente e rajado, então cada experiência conta para a nossa preparação”, enfatizou Kahena Kunze.

Após o evento-teste, os atletas da Equipe Brasileira de Vela se concentrarão no Campeonato Mundial, que acontecerá em Haia, na Holanda, de 11 a 18 de agosto. Essa competição definirá as primeiras oito vagas para os países nos Jogos Olímpicos de Paris 2024. Outras vagas serão preenchidas nos Jogos Pan-Americanos de Santiago, entre outubro e novembro.

Apoio à Vela Jovem

A vela brasileira destaca o Núcleo de Base do programa da Confederação Brasileira de Vela (CBVela), em parceria com o Ministério do Esporte, pelo Convênio 920223/2022. Esse projeto tem ajudado a promover a modalidade desde o ano passado. A Marina da Glória, sede dos Jogos Olímpicos Rio 2016 e de outros grandes eventos de vela, recebe adolescentes de 13 a 17 anos para treinamentos visando competições nacionais e internacionais da Vela Jovem. Outros acampamentos de treinamento foram realizados no Clube Naval Charitas, em Niterói (RJ).

O trabalho realizado nesse projeto tem como objetivo aprimorar os jovens atletas na modalidade, visando o alto rendimento, incluindo a participação em classes olímpicas e pan-americanas.