Grupo de choro se apresenta no Instituto Ingo Hoffmann nesta quinta-feira (28)

0
50

Apresentação viabilizada pelo projeto Famílias do Instituto em Ação Cultura homenageia o Dia Nacional do Choro

 

Mais uma apresentação musical chega ao Instituto Ingo Hoffmann, nesta quinta-feira (28). O grupo Regional da Vila dará às crianças em tratamento de câncer e seus familiares abrigados na instituição uma tarde bem brasileira, com músicas tradicionais do choro. O espetáculo é promovido pelo projeto Famílias do Instituto em Ação Cultura.

O quarteto do Regional da Vila é formado por Eduardo Pereira (cavaquinho), Guilherme Sakamuta (bandolim), Mauricio Guil (violão 7 cordas) e Gabriel Peregrino (pandeiro). O grupo iniciou seus trabalhos em 2018 com o objetivo de difundir a cultura musical brasileira, por meio de um olhar sobre a linguagem singular do choro. No repertório estão grandes nomes da tradição e modernidade do gênero, como Ernesto Nazareth, Pixinguinha, Jacob do Bandolim, Waldir Azevedo, Izaias Bueno e Garoto.

A apresentação também homenageia o Dia Nacional do Choro, comemorado no último dia 23, data do aniversário de nascimento de Pixinguinha. “O choro é um alicerce da música brasileira, proporcionou o aprimoramento de vários estilos, como samba, forró e até música clássica. Villa Lobos, por exemplo, compôs vários choros”, aponta Rafael Cabello, coordenador do projeto. “É muito importante ter essa referência no Famílias do Instituto em Ação Cultura porque o choro é um estilo muito difícil. O aprimoramento técnico dos músicos revelou um potencial incrível da música brasileira, reconhecido fora do País. Existem clubes de choro no mundo inteiro.”

 

Famílias do Instituto em Ação Cultura

O objetivo do projeto é oferecer mais conforto e qualidade de vida às crianças e suas respectivas famílias em tratamento do câncer, atendidos pelo Centro Infantil Boldrini, hospital referência mundial em tratamento de crianças, no interior paulista. Além das apresentações, as famílias na instituição contam com oficinas diárias artes, literatura, contação de histórias, música, cinema e internet.

A viabilidade do projeto de cultura, denominado Calendário de Atividades Socioculturais – Plano Anual | Ano 2, se dá através da Lei de Incentivo a Cultura, programa de incentivo do Ministério da Cidadania e tem como patrocinadores: CI&T, DHL, ABL Antibióticos do Brasil, Usina São Domingos, Alibra Matera e 2º Tabelião de Protesto de Campinas.

 

O Instituto

O Instituto Ingo Hoffmann é uma entidade beneficente e sem fins lucrativos fundado em 31/08/2005, tendo como missão inicial proporcionar maior oportunidade de cura para crianças em tratamento de câncer, através de uma parceria com o Centro Infantil Boldrini no projeto denominado Casa de Apoio à Criança e à Família. Trata-se de um modelo de moradia temporária.

No total são 30 chalés, divididos em 10 vilas, construídos em um terreno com mais de 6.000 metros quadrados, localizado ao lado do edifício da Radioterapia do hospital. Além das acomodações, o local possui brinquedoteca, biblioteca, academia interna e externa, refeitório e lavanderia.

O objetivo da Casa da Criança e da Família é abrigar crianças em tratamento intensivo de câncer e seus acompanhantes, vindos de diversas regiões do Brasil e da América Latina para fazer tratamento no Centro Infantil Boldrini, e que não têm condições de serem mantidas por suas famílias fora de suas casas.

Saiba mais sobre como doar pelo site: http://www.ingohoffmann.org.br