OPINIÃO DE CELIO FURTADO: NOVOS TEMPOS

0
168

 

*Célio Furtado –
Engenheiro e professor da Univali
 celio.furtado@univali.br

Tenho participado de alguns debates, recentemente, dentro das limitações normais do espaço virtual, uma nova realidade nos tempos de pandemia. Tudo ocorre em “lives”, uma nova modalidade de interação humana, moderna, que veio para ficar.

Aliás, dentro do mundo pós-pandemia, em meio às incertezas, parece que a atividade em casa, home office, vem se afirmando como nova modalidade de relação de trabalho, com a inevitável redução de custos, sinalizando um provável estilo do futuro. Aliás, esse é um dos temas preferidos, “o futuro da economia”, um assunto que venho abordando em diversos artigos escritos no decorrer desse ano. De fato, há uma preocupação acadêmica e prática sobre o que virá nas principais economias mundiais e, de um modo especifico, em nossa realidade brasileira, diante do quadro de recuperação.

Um fato importante é salientar o grande número de empreendedores, que estão sobrevivendo e, até investindo, em momento de tanta incerteza, diante do alastramento da doença e dos óbitos. Essa atitude positiva e confiante de muitos investidores vem provocando uma onda positiva de bons negócios nos mais diversos ramos.

A quarentena vem obrigando as pessoas a pensarem mais na vida, nos seus negócios e nas perspectivas futuras, provocando quase sempre, uma atitude de melhoria de seus métodos de trabalho, de negociação, pois, mais do que nunca, dispõem de um “tempo para pensar”. Nem todos os empresários oferecem treinamento para os funcionários, ou compram consultoria gerencial e estratégica, um hábito mais comum em outros países.

Nem sempre, obstáculo maior é o preço do serviço de consultoria, uma desculpa imediata “na ponta da língua”, existindo outras motivações maiores, tais como a cultura empresarial dominante, uma acomodação ou uma resistência natural às mudanças.

Há sempre a desculpa da falta de tempo, da “correria”, normalmente, já uma consequência da desorganização interna, falta de uma Administração do Tempo, adequada, trabalha-se muito com poucos resultados. Agora, a disponibilidade de tempo, imposta pela quarentena, e, diante das ameaças concretas à sobrevivência dos negócios, as pessoas, os empresários, os tomadores de decisão podem melhorar a qualidade de seu trabalho intelectual. Felizmente, a internet, as mídias sociais vem oferecendo muitos treinamentos, palestras, estudos de casa, de alta qualidade, disponíveis a quem acessar ao Youtube e outros sites correlatos. Dispomos hoje de uma oferta quase infinita de temas, de questões gerenciais e estratégicas, que, podem acrescentar muito à compreensão e execução de inovações nas organizações.


Leia Revista Arquitetura:



Nesse sentido, venho falando e escrevendo sobre a necessidade de avançarmos, enquanto individuo, organização e país, diante da avassaladora ameaça do poderio de nações emergentes tais como a China, Índia e Rússia, por exemplo.

A corrida pela vacina adequada na prevenção e cura do corona vírus já é um reflexo da nova ordem mundial, onde batalhas invisíveis se travam nos bastidores, guerras híbridas, ancoradas na Ciência e na Tecnologia, pois, sabemos que conhecimento é poder.

Sobreviverão no futuro os mais aptos, os que conseguirem se adaptar às mudanças; nossa atitude é fazer a leitura dos nossos tempos sombrios, ou melhor, dos novos tempos!


Célio Furtado, nascido em 1955/ Professor da Univali/ Formado em Engenharia de Produção na Universidade Federal do Rio de Janeiro/ Mestre Engenharia de Produção/ Coppe/Ufrj/trabalhou no Sebrae Santa Catarina e Rio de Janeiro. Consultor de Empresa/ Comunicador da Rádio Conceição FM 105.9/ celio.furtado@univali.br


NR: Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores.