43ª Semana de Vela de Ilhabela começa neste domingo

0
336

 

Aline Bassi

 

A 43ª Semana de Vela de Ilhabela começa neste domingo (3) com a realização de três regatas de percurso longo para os 135 barcos inscritos no maior evento de vela oceânica da América Latina. A partir de 10h, o navio Cisne Branco dará o tiro de canhão de largada da tradicional Mitsubishi Alcatrazes por Boreste Marinha do Brasil, regata que terá cerca de 80 quilômetros contornando a Ilha da Sapata – parte do arquipélago de Alcatrazes. No mesmo horário, barcos menores largam para Regata Ilha de Toque-Toque por Boreste (45 quilômetros) e da Renato Frankenthal (35 quilômetros).

 

”A dificuldade a mais desse ano será a neblina. A visibilidade na véspera estava menor do que 900 metros. Os velejadores vão encontrar dificuldades, mesmo com um percurso, que esse ano foi reduzido em quase 10 quilômetros”, diz Cuca Sodré, organizador do evento.

No ano passado, os velejadores sofreram com os ventos fortes, resultando em muitas quebras. A previsão para este domingo indica justamente o contrário. “No ano passado enfrentamos muito vento e muita chuva, e ganhamos experiência com esse desafio. É uma experiência que vai nos ajudar este ano, para chegarmos um pouco mais na frente”, destaca Alexandre Santos, integrante do Itajaí Sailing Team.

A Mitsubishi Alcatrazes por Boreste Marinha do Brasil levará para a água os barcos das classes ORC, IRC, BRA-RGS A e B e RGS SILVER. Apesar da temperatura agradável, entre 16 e 25 graus, os velejadores devem enfrentar vento fraco na largada, com rajadas de no máximo 4 nós, podendo alcançar rajadas de 12 nós na etapa final. Como medida adicional de proteção ambiental, o percurso deste ano sofreu uma pequena alteração: ao invés de contornar a ilha de Alcatrazes, as embarcações farão o retorno passando pela Ilha de Sapata

“Costumo dizer que Alcatrazes é a Galápagos brasileira, porque foi formada na última era do gelo e tem espécies endêmicas, que só existem lá. Do ponto de vista ambiental, tem um valor patrimonial fantástico. E o sentido da regata de Alcatrazes é justamente chamar a atenção para a importância de preservar esse arquipélago, nosso tesouro”, aponta Júlio Cardoso, diretor de meio ambiente do Yacht Club de Ilhabela.

Outras disputas

No mesmo horário da regata de Alcatrazes, os barcos das classes C-30, HPE 30, Mini, Bico de Proa, Clássicos e BRA-RGS C disputarão a Regata Ilha de Toque-Toque por Boreste. “É uma regata mais curta e rápida que a de Alcatrazes, por estar mais perto de terra e dentro do canal. Mas tem suas particularidades e dificuldades. A previsão é de ventos fracos, por isso a prova deve ser bem difícil”, analisa Juan de La Fuente, do C30 Barracuda. Já os HPE25 e J70 encerrarão o dia de competições com a Regata Renato Frankenthal, com largada prevista para as 10h10.

 

Programação da Semana de Vela

De segunda (4) à sábado (9), mais de 100 regatas estão programadas para o Canal de Ilhabela, começando pelo torneio por equipes e o Grand Prix dos 30 pés na segunda-feira (2). Durante o período também será definido os vencedores dos campeonatos Brasileiro de IRC e Sul-Americano de ORC.

Em paralelo com o evento esportivo também haverá diariamente uma programação cultural completa com shows musicais, espetáculos culturais, palestras e gastronomia no centro histórico da ilha. No sábado (9), haverá o tradicional desfile das embarcações com a presença do Navio Veleiro “Cisne Branco”, embarcação utilizada no treinamento de formação nas Forças Armadas, a partir de 10h. No mesmo dia, à noite, será realiza a premiação dos campeões.