Brandili reaproveita resíduos têxteis para diminuir impactos ambientais

0
94

 

Foto_036-2016 (Fios ecologicos)

Divulgação

Empresa catarinense conta com mais de 20 ações voltadas à preservação do meio ambiente

Próximo ao dia 5 de junho, marcado como Dia Mundial do Meio Ambiente, entra em pauta a preocupação com a natureza e os impactos negativos da ação do homem sobre ela. Com o acentuado crescimento dos problemas ambientais, diversas empresas têm revisto ações e projetos para ir além do cumprimento das legislações vigentes e fazer mais pelo meio em que vivemos. Preocupada com o mundo de hoje, para que as crianças vivam bem no amanhã, a Brandili Têxtil há cinco anos assumiu uma postura de utilizar os recursos naturais de forma responsável, contribuindo com o desenvolvimento sustentável e a preservação do meio ambiente. “Como estamos em um segmento de negócio (têxtil) que gera muitos resíduos nos processos produtivos, temos cerca de 20 procedimentos e ações com foco na preservação e redução dos impactos no meio ambiente”, comenta o gerente de Sustentabilidade da companhia, Leonir Soliman.
Um deles é o reaproveitamento dos resíduos têxteis para a produção de fios ecológicos. O processo foi iniciado há cinco anos e hoje conta com algumas empresas parceiras para realizar a ação de reaproveitamento dos rejeitos industriais para a produção de fios ecológicos, feitos a partir de resíduos têxteis e garrafas PET. “Destinamos cerca de 53 mil quilos todos os meses. Com isso, tivemos ganhos nas esferas ambientais com redução da poluição, do uso de aterros industriais, do consumo de recursos naturais e ainda benefícios sociais, como geração de empregos nos processos de triagem dos resíduos e produção dos fios ecológicos, sem contar os benefícios financeiros com a redução de custos de aproximadamente R$ 15 mil mensais no transporte e uso de aterros industriais”, finaliza Leonir.

Outros processos


Entre as outras iniciativas da Brandili, destacam-se ainda a recuperação de áreas de preservação permanente com o plantio de mudas nativas, sistema de coleta seletiva e a destinação correta de rejeitos através de uma central de tratamento de resíduos. A empresa também trata 100% das águas residuais dos processos industriais através das estações de tratamento de afluentes e efluentes, além de captar e reaproveitar a água da chuva. Ela conta ainda com recuperação da energia térmica no setor de beneficiamento de malhas e utiliza produtos químicos menos agressivos ao meio ambiente, considerados mais ecológicos.
A empresa ainda atua na conscientização e, por isso, realiza ações diretas com os colaboradores e fornecedores, substituindo a utilização de documentos impressos por digitalizados e fiscalizando a destinação de resíduos dos fornecedores e de parceiros subcontratados. Sempre atenta aos locais onde está inserida, a Brandili participa das atividades de educação ambiental que envolvem as escolas municipais, doa mudas para que os colaboradores realizem o plantio e possui programas internos como o Papa-óleo e o Papa-lâmpadas, pilhas e eletrônicos, mantendo estações de recolhimento desses resíduos nas unidades da empresa e dando a destinação correta para este tipo de lixo.

 




*EDIÇÃO DA REDAÇÃO/ EDITORIAL EDITION
*Edição – Adilson Pacheco
MTB: 0002362/SC
E-mail: adilsonpachecoredacao@gmail.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/adilson.pacheco.75
Facebook: https://www.facebook.com/Regata-News-698702346874230/?fref=ts
Issuu: https://issuu.com/regatanew_sc
http://www.dailymotion.com/adilson-pacheco1
Linkedin: https://br.linkedin.com/in/adilson-pacheco-6337a24a