Vôlei Nestlé vence Terracap/Brasília em noite de festa em Osasco

0
231

voleira

A equipe de Osasco marcou 3 sets a 0 e precisa de mais uma vitória para garantir vaga nas semifinais. Desfile de uniformes históricos e show de banda ao vivo tornaram o evento inédito e especial para o vôlei nacional


Rafael Zito, Osasco,SP
ZDL –
Post:13/3/016-09:17


Osasco  – Uma noite inédita na história do vôlei nacional marcou a abertura do playoff de quartas de final da Superliga para Vôlei Nestlé e Terracap/Brasília, em duelo realizado no ginásio José Liberatti, nesta sexta-feira (11). As donas da casa venceram por 3 sets a 0, parciais de 25/19, 25/19 e 25/18, em 1h38min, embaladas pela grande festa organizada pela Nestlé com direito a desfile de uniformes históricos e show de música ao vivo para comemorar os 150 anos da empresa no mundo. A ponteira Carcaces foi a maior pontuadora com 18 acertos e ganhou o troféu VivaVôlei como destaque. Agora o time de Osasco enfrenta o adversário na segunda-feira (14), em Taguatinga (DF) e garante vaga na semifinal em caso de nova vitória.

A cubana desequilibrou no ataque e não deu chances para as defensoras do rival. “Acredito que a preparação foi fundamental. Tivemos uma semana completa e chegamos bem tanto técnica quanto mentalmente. Treinamos muito bem e sabíamos que a consequência seria a vitória. Tivemos um trabalho forte e todas as jogadoras fizeram treinos extras visando essa disputa de quartas de final. Este foi apenas o primeiro passo. Precisamos de mais um resultado positivo para vencermos essa batalha”, disse Carcaces.

Assistente técnico de Luizomar há mais de 15 anos, Jefferson Arosti não sentiu dificuldades para substituí-lo durante a partida. “Estamos juntos há muito tempo e nos treinos dividimos as tarefas de quadra. Por isso não tive dificuldade para comandar o time a partir do segundo set. A equipe teve a lucidez após o que aconteceu com ele e manteve o foco. Foi um jogo de estratégia dos dois lados, com muito variação de saque e nos momentos decisivos tivemos a cabeça no lugar e soubemos aproveitar as oportunidades. Apesar dos 3 a 0, foi bastante difícil”, analisou o treinador.

Luizomar passou mal na virada do primeiro para o segundo set. Ele foi retirado de quadra e melhor avaliado no departamento médico do Vôlei Nestlé. Antes de ir para o hospital, o treinador tranquilizou familiares por telefone. “O Luizomar está consciente e com a pressão estável. Tivemos que removê-lo para o hospital para uma melhor avaliação do quadro de taquicardia que apresentou”, explicou o doutor Tiago Ferreira, médico do time de Osasco.

Na atual edição da Superliga, as equipes já haviam se enfrentado duas vezes na fase de classificação e, em ambas, Thaisa e suas companheiras venceram. No primeiro turno, fora de casa, o Vôlei Nestlé ganhou por 3 sets a 2. No returno, no José Liberatti, foi 3 a 0. São dez confrontos na história, sendo nove pela Superliga, e o time de Osasco nunca foi derrotado. Os primeiros quatro encontros aconteceram na edição 2013/14, com vitórias no primeiro e segundo turnos, respectivamente, por 3 a 0, em casa, e 3 a 1, como visitante. Nas quartas de final, 3 a 0, como mandante, e 3 a 1, fora de seus domínios. Outros dois confrontos na edição de 2014/15, com vitória, em Brasília, por 3 a 0, e, em Osasco, por 3 a 1.

O jogo – Embalado pela festa feita pela torcida durante o desfile de uniformes e o show da Banda Nestlé no pré-jogo, o Vôlei Nestlé entrou com tudo e logo abriu 8/2. O saque forçado e o bom aproveitamento da oposta Ivna, que começou no lugar de Lise Van Hecke, e da cubana Carcaces, deu o tom da série e manteve as donas da casa na liderança do placar: 16/12, 18/14 até Gabi fechar em 25/19. Carcaces e Ivna fizeram 4 pontos cada.

Na virada do primeiro para o segundo set, o técnico Luizomar passou mal e precisou ser socorrido pelo departamento médico do clube. O assistente Jefferson Arosti passou a comandar o time. O Vôlei Nestlé manteve o ritmo e chegou ao primeiro tempo técnico na frente, com três pontos de Carcaces. Thaisa fez seu segundo bloqueio na série, 9/6. Adenízia marcou duas vezes, 15/12 e Ivna fez dois bloqueios, 19/15. Brasília reagiu e encostou, 19/18. Thaisa acertou um ace, 21/18. Nova reação do adversário, 21/20 e Jefferson parou o jogo. Mais um erro e empate em 21/21. Adenízia forte pelo meio, 22/21. Bloqueio de Gabi, 24/21 e Suelle, da linha de três, fechou em 25/21.

Quando uma atacante marca dez pontos numa série, dificilmente sua equipe deixa de ficar na dianteira. Foi o que aconteceu no terceiro set. A cubana Carcaces destruiu: fez ace e ataques fulminantes e levou seu time à vitória. O Vôlei Nestlé marcou 8/7. Adenízia fez quatro pontos seguidos, 12/9. Brasília passou à frente, 14/13, mas Carcaces colocou ordem na casa e virou para 17/15. Gabi brilhou na fase decisiva, 21/17, Carcaces novamente, 24/18 e Gabi fechou com ace.

No Vôlei Nestlé jogaram: Dani Lins (1), Ivna (12), Thaisa (9), Adenízia (7), Gabi (8), Carcaces (18) e a líbero Camila Brait. Entraram: Suelle (2), Lise Van Hecke (3). Técnico: Luizomar de Moura.

No Terracap/Brasília Vôlei jogaram: Macris (2), Bárbara (8), Paula (12), Amanda (2), Vivian (6), Roberta (5) e a líbero Sassá. Entraram: Nati, Ana Paula, Sara, Kasiely (5) e Domingas. Técnico: Manu Arnout.

150 anos de Nestlé –


 

A história da Nestlé começa em 1866, quando a Anglo-Swiss Condensed Milk Company lançou o primeiro leite condensado na Europa. Paralelamente, na Suíça, em 1867, o farmacêutico Henri Nestlé desenvolve o primeiro alimento criado especialmente para combater a desnutrição entre crianças: a FARINHA LÁCTEA NESTLÉ. Ao longo das décadas seguintes, a empresa investiu para continuar oferecendo produtos inovadores e baseados em ciência, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida dos consumidores. Atualmente, pessoas do mundo todo consomem atualmente mais de um bilhão de porções de produtos Nestlé por dia. A Nestlé é a maior empresa mundial de nutrição, saúde e bem-estar, opera em mais de 197 países e emprega quase 340.000 pessoas. No Brasil, está presente desde 1921, quando inaugurou sua primeira fábrica, na cidade paulista de Araras. Hoje, a Nestlé Brasil e suas empresas coligadas estão presentes em 99% dos lares brasileiros, segundo pesquisa realizada pela KantarWorldpanel.


Tabela da Superliga

Quartas de final
11/03 – Vôlei Nestlé 3 x 0 Terracap/Brasília Vôlei – Osasco
14/03 – 21h00 – Terracap/Brasília Vôlei x Vôlei Nestlé – Brasília (SporTV)
18/03 – A definir – Vôlei Nestlé x Terracap/Brasília Vôlei – Osasco (SporTV) – Se necessário

2º turno:
22/12 – Vôlei Nestlé 3 x 0 Concilig/Vôlei Bauru – Osasco
08/01 – São Bernardo 0 x 3 Vôlei Nestlé – São Bernardo
12/01 – Rio do Sul/Equibrasil 3 x 2 Vôlei Nestlé – Lages
16/01 – São Cristóvão Saúde/SCS 0 x 3 Vôlei Nestlé – São Caetano
18/01 – Vôlei Nestlé 3 x 0 Terracap/Brasília Vôlei – Osasco
02/02 – Vôlei Nestlé 3 x 0 Pinheiros/Klar – Osasco
05/02 – Vôlei Nestlé 3 x 1 Dentil/Praia Clube – Osasco
12/02 – Camponesa/Minas 3 x 1 Vôlei Nestlé – Belo Horizonte
16/02 – Vôlei Nestlé 3 x 0 Sesi-SP – Osasco
20/02 – Vôlei Nestlé 3 x 0 Renata Valinhos/Country – Osasco
04/03 – Rexona-Ades 3 x 0 Vôlei Nestlé – Rio de Janeiro

1º turno:
10/11 – Vôlei Nestlé 3 x 1 Rio do Sul/Equibrasil – Osasco
13/11 – Concilig/Vôlei Bauru 0 x 3 Vôlei Nestlé – Bauru
17/11 – Vôlei Nestlé 3 x 0 São Bernardo – Osasco
24/11 – Vôlei Nestlé 3 x 0 São Cristóvão Saúde/São Caetano – Osasco
28/11 – Terracap/Brasília Vôlei 2 x 3 Vôlei Nestlé – Brasília
01/12 – Pinheiros/Klar 2 x 3 Vôlei Nestlé – São Paulo
04/12 – Dentil/Praia Clube 3 x 1 Vôlei Nestlé – Uberlândia
08/12 – Vôlei Nestlé 1 x 3 Camponesa/Minas – Osasco
11/12 – Sesi-SP 1 x 3 Vôlei Nestlé – São Paulo
15/12 – Renata Valinhos/Country 0 x 3 Vôlei Nestlé – Valinhos
18/12 – Vôlei Nestlé 0 x 3 Rexona-Ades – Osasco


Nestlé busca sexto título

A Nestlé tem uma história vitoriosa no vôlei brasileiro e, até o momento, possui cinco títulos da Superliga. Na década de 1990, o Leite Moça ganhou a competição nas edições de 1994/95, 1995/96 e 1996/97. O time daquele período contava com craques como Fernanda Venturini, Ana Moser, Virna e Leila. A empresa retornou ao esporte em 2009, quando assumiu a equipe de Osasco. Na segunda versão do patrocínio, o Sollys/Nestlé foi campeão em 2009/10 e 2011/12. Os dois troféus foram conquistados sob o comando de Luizomar e o time já possuía as jogadoras Adenízia, Thaisa e Camila Brait.

Osasco também almeja o hexa – Pentacampeão nacional, o clube de Osasco também está na briga por sua sexta taça da Superliga. Com o antigo patrocinador, a agremiação subiu no topo do pódio em 2002/03, 2003/04 e 2004/05. Já com a Nestlé de parceiro, o time foi campeão em 2009/10 e 2011/12.


 




*DA REDAÇÃO
*Edição – Adilson Pacheco
MTB: 0002362/SC
adilsonpachecoredacao@gmail.com.br
https://www.facebook.com/adilson.pacheco.75
https://www.facebook.com/Regata-News-698702346874230/?fref=ts
https://issuu.com/regatanew_sc