São José – Prefeita Adeliana Dal Pont assina ordem de serviço para início das obras do trapiche e revitalização do Balneário Guararema

0
337

JOSE

 

  • A empresa vencedora da licitação tem o prazo de cinco meses para finalizar os trabalhos
  • A empresa vencedora da licitação tem o prazo de cinco meses  para finalizar a obra do trapiche e a revitalização da orla.

Edição – Adilson Pacheco
adilsonpachecoredacao@gmail.com
Fonte – SecomPMSJ
Post -11/2-16:37


 

 

 

A prefeita  de São José, Adeliana Dal Pont assinou a ordem de serviço para o início das obras de construção do trapiche e revitalização do Balneário Guararema, no bairro Ponta de Baixo. A cerimônia foi realizada na  quinta-feira (4), no salão da Igreja Nossa Senhora dos Navegantes, com a presença de autoridades e da comunidade. O pedido de uma área de lazer e revitalização da orla da praia foi apresentado por moradores do bairro em audiências e no projeto Fala, São José.

Durante o ato de assinatura, a prefeita Adeliana Dal Pont destacou que a administração municipal tem procurado trabalhar de forma coletiva para atender a comunidade. “Do mesmo jeito que fizemos o projeto desta obra, com a participação da associação de moradores, construímos o Parque Linear do Lisboa em uma área que abrigava uma vala com esgoto a céu aberto e que mudou a vida de muitas pessoas”, apontou.

A prefeita lembrou que esteve na comunidade em agosto do ano passado para apresentar o projeto aos moradores. “Estou muito feliz em vê-los aqui novamente e mais feliz em poder honrar meus compromissos, realizando o sonho de vocês. Talvez eu fosse mais popular se eu fizesse asfalto por toda a cidade, mas o meu investimento é nas pessoas, na saúde e na educação e eu não abro mão disso, mesmo diante de uma crise econômica que afeta todo o país”, salientou.

Com 77 metros na parte fixa e 36 metros flutuantes, o trapiche será construído com concreto e PVC para garantir a durabilidade e segurança do equipamento, que poderá receber embarcações de pequeno e médio porte, além de facilitar para os pescadores, que terão um espaço exclusivo para guardarem os barcos de pesca.

 Para o secretário de Projetos Especiais, Rodrigo de Andrade


 

, o projeto do trapiche e de toda a revitalização irá valorizar a Ponta de Baixo e fomentar a vocação turística e a gastronomia local. “Esta obra não beneficiará somente os moradores do bairro, a geração de empregos e renda afetará diretamente no desenvolvimento econômico de São José”, ressaltou o secretário.

A presidente da Associação de Moradores da Ponta de Baixo, Rosana Machado, agradeceu em nome da comunidade e lembrou que os moradores apresentaram três prioridades para a Prefeitura, implantação do sistema de esgoto, que a Casan já está implantando; o trapiche e as áreas de preservação permanente, que estão inclusas no Plano Diretor da cidade. “Estamos muito contentes com essas ações que fortalecem a nossa associação”, agradeceu Rosana.

 

Na orla da praia


 

será construído um deck de 150 metros de comprimento e 2,5 metros de largura na extensão da faixa de areia, recuo para embarque e desembarque de transporte marítimo, quadra de vôlei de praia, academia ao livre para a prática de atividades físicas, mobiliário urbano com bancos, mesas e lixeiras, iluminação pública, pavimentação em paver, respeitando as normas de acessibilidade, sinalização e paisagismo.


 

O município de São José,


 

localizado na Grande Florianópolis, é o quarto mais antigo de Santa Catarina e foi colonizado em 26 de outubro de 1750, por 182 casais açorianos, oriundos das Ilhas do Pico, Terceira, São Jorge, Faial, Graciosa e São Miguel. Em 1829, recebeu o primeiro núcleo de colonização alemã do Estado.

O rápido desenvolvimento, aliado ao aumento populacional e poder econômico, fez com que, em 1º de março de 1833, através da Resolução do Presidente da Província, Feliciano Nunes Pires, São José passasse de freguesia a vila (município) e, em 3 de maio de 1856, através da lei Provincial nº 415, foi elevada à cidade.