35º Copa del Rey MAPFRE- GC32 vão estar presentes como classe na regata do Real Club Náutico de Palma

0
424

Muiña (1) (1)

 

 

 

O evento náutico realiza-se de 30 de julho a 6 de agosto nas águas da baía de Palma,Espanha. Está previsto que se publique o anúncio de regata no mês de fevereiro.


Edição – Adilson Pacheco
Fonte -Alejandro Varela
Comunicação Real Club Nautico de Palma
Post -8/1-22:14


 

Palma de Maiorca – A cinco meses do início da 35ª Copa del Rey MAPFRE, a organização anuncia a chegada de uma classe que traz duas novidades: os catamarans e os foils vão estar presentes no Real Clube Náutico de Palma através do circuito GC32 Racing Tour, foi confirmado pelo Presidente do Clube, Javier Sanz, e pelo Diretor da classe, Christian Scherrer. A 35 Copa del Rey MAPFRE realiza-se de 30 de julho a 6 de agosto nas águas da baía de Palma. Está previsto que se publique o anúncio de regata no mês de fevereiro.

“A presença dos GC32 vai ser a grande novidade da 35ª edição da Copa del Rey MAPFRE. A vela está cada vez mais voltada para este tipo de espetaculares “barcos voadores”, e nós também queremos ter a nova geração de barcos num dos mais prestigiados eventos do Mediterrâneo” comentou o Presidente do Real Club Náutico de Palma, Javier Sanz.
Christian Scherrer declarou que para o GC32 Racing Tour é um orgulho estar a competir na Copa del Rey MAPFRE, “É um privilégio para o circuito GC32 Racing Tour, ser a primeira classe de multicascos que compete na mais importante regata do Mediterrâneo, e admiramos o Real Club Náutico de Palma pela sua visão. Competir na baía de Palma, será sem dúvida um dos pontos mais fortes da temporada 2016 do GC32 Racing Tour”.

Espera-se que pelo menos oito GC32 inaugurem esta nova etapa da Copa del Rey MAPFRE, começando a competição na quarta-feira, dia 3 de Agosto, e terminem no sábado dia 6. Está previsto que disputem um máximo de 6 regatas por dia, estimando-se para cada uma 20 minutos de duração.

O GC32: um catamaran voador
Desenhado por Martin Fischer e lançado à água no final de 2012, o GC32 é um catamaran similar aos da Taça América, mas sem restrições regra, muito mais pequeno e com foils (hidro asas) maiores -em relação ao seu tamanho-, o que o torna num barco mais estável e fácil de manobrar. Além disto, conta com velas “normais” em vez de “asa”, o que o torna mais simples de manejar, transportar, etc. Com dez metros de comprimento e seis de largura, o GC32 pode atingir cerca de 40 nós de velocidade (a velocidade máxima registada até agora é de 39,21 nós).

Os foils são pequenas asas que provocam uma grande aceleração e levantam literalmente o barco da água. Deste modo, o casco não toca na água e com isto desaparece o atrito, permitindo assim atingir velocidades muito maiores.
O GC32 Racing Tour terá em 2016 cinco eventos que se realizam de maio a outubro, em pelo menos três países, Espanha, Itália e França.

“É um catamaran da nova geração, inserido num circuito com grandes velejadores, cumprindo assim um dos nossos objetivos desde há muitos anos, termos os melhores velejadores e barcos em Palma. Sem dúvida, encaixam-se perfeitamente na nossa filosofia, cumprindo ambos, GC32 Racing Tour e o Real Club Náutico de Palma os seus objetivos”, acrescentou Javier Sanz.