Florianópolis – Pernambuco 1 é vice-campeão do Brasileiro de Optimist por Equipe

0
360

14012016equipe (1) (1) (1) (1)


Pernambuco 2 ficou na quarta colocação e Pernambuco 3 entre os dez primeiros. Na sexta-feira (15), Flotilha do Cabanga participa do Projeto “Conhecendo Novas Velas” da CBVela..


Edição – Adilson Pacheco
adilsonpachecoredacao@gmail.com
Fonte -Maurício Júnior
Comunicação do Cabanga
Post – 15/01-06:54


 

No Campeonato Brasileiro de Optimist Individual a briga pelo topo da tabela até o momento está entre um pernambucano, Tiago Monteiro, e um gaúcho, Gabriel Kern. Na quinta-feira (14), na disputa do Brasileiro por Equipe, outro duelo entre Pernambuco x Rio Grande do Sul. Depois de vencer São Paulo 3, Pernambuco 2, Rio de Janeiro 2 e Bahia 1, o combinado Pernambuco 1, formado pelos velejadores Tiago Monteiro, Vinicius Oliveira, Roberto Cardoso e Marina Hutzler, disputou uma melhor de três com o Rio Grande do Sul 1, Guilherme Plentz, Vitor Paim, Giovanne Pistorello e Gabriel Kern.

Na decisão,


 

os gaúchos terminaram vencendo a equipe de Pernambuco 1 em uma decisão emocionante. A equipe de Porto Alegre levou a melhor na primeira, mas os pernambucanos devolveram a vitória empatando a série em 1×1. Na regata de desempate, melhor para a Flotilha da Jangada, como é conhecido o time gaúcho, que fechou a decisão por 2×1. A equipe da Bahia 1 completou o pódio na 3ª posição.

A boa notícia é que Pernambuco 2, composta pelos velejadores Tiago Soares, Ludmila Lira, Marina da Fonte e Luísa Vasconcelos, terminou na quarta colocação. Para completar o bom desempenho da Flotilha do Cabanga, Pernambuco 3, dos velejadores, Letícia Lira, Júlia Ollivier, Arthur Granja e João Pedro Cardoso, ficou entre as dez melhores equipes da disputa.

A competição por equipes se desenvolveu toda com ventos rondados, que variaram de Leste a Sul, com 8 a 9 nós de intensidade, exigindo bastante dos atletas. “Hoje (quinta) foi um dia muito difícil e de regatas técnicas. Vimos bastante equilíbrio nas disputas e um bom nível por parte de todos os competidores”, ressalta Ricardo Navarro, Presidente da Comissão de Regatas.


Conhecendo novas velas


 

Nesta sexta-feira (16), após uma semana de atividades, os velejadores ganham uma “folga” na competição para participar de uma importante ação promovida pela Confederação Brasileira de Vela (CBVela). A partir de 11h, acontece o projeto “Conhecendo Novas Velas”, que tem como principal objetivo dar a jovens velejadores a oportunidade de conhecer classes que fazem parte do programa do Campeonato Mundial da Juventude. O evento contará com a presença de cerca de 150 crianças e adolescentes que estão reunidos na cidade para a disputa do Campeonato Brasileiro da classe Optimist.

Durante o evento, os jovens atletas poderão velejar nos barcos das classes 29er, 420, Hobie Cat 16, Laser e pranchas. Para orientar a criançada, estarão presentes atletas brasileiros de destaque internacional como André “Bochecha” Fonseca, que tem no currículo duas participações olímpicas na classe 49er (Atenas 2004 e Pequim 2008) e duas regatas de Volta ao Mundo (Volvo Ocean Race); e Bruno Fontes, representante brasileiro da classe Laser nos Jogos Olímpicos de Pequim 2008 e Londres 2012.

“É um prazer poder participar de uma atividade como essa e passar um pouco da experiência para os novos velejadores. Nós vemos campeonatos de Optimist com 200, 300 velejadores na água e, com o passar do tempo, eles acabam se perdendo pelo caminho. O importante é mostrar a eles que existe um futuro no esporte”, afirma André Fonseca, que começou velejando justamente de Optimist e tem em seu currículo um título brasileiro na classe, conquistado em 1992, na própria raia de Jurerê.

Brasileiro


A disputa do Brasileiro Individual retorna para as quatro últimas regatas que definirão os campeões no próximo sábado e domingo.