Campeões do 35º Circuito Oceânico de Santa Catarina: – Crioula 52 conquistou o título na classe ORC, enquanto o Zeus Team comemorou a vitória na Super Series 30

0
81
A equipe Crioula 52 conquistou o título na classe ORC, enquanto o Zeus Team comemorou a vitória na Super Series 30 - Fotos: Edgar Ramos/Veleiros da Ilha
Da Redação Na Ilha de Santa Catarina  o 35º Circuito Oceânico de Santa Catarina conheceu  sábado (3) os campeões das disputas realizadas na Sede Oceânica do Veleiros da Ilha em Jurerê. Em mais um belo dia de sol, com vento nordeste, o Crioula 52 comemorou o título na classe ORC, enquanto o Zeus Team, equipe da casa, levantou o troféu na Super Series 30. Ximango (HPE 30), Plancton (RGS Geral), Neon III (RGS Cruzeiro Geral) e Esperança (Bico de Proa) foram os vencedores em suas respectivas classes. Durante toda a semana, as tripulações navegaram em condições especiais na raia de Jurerê, e este sábado não foi diferente. Com sol e vento nordeste firme, o último dia proporcionou uma regata de percurso para todas as classes, exceto Bico de Proa e RGS Cruzeiro, que realizaram a última regata de percurso. O Crioula 52, atual bicampeão da classe ORC, comemorou o terceiro título consecutivo na classe ao vencer a última regata. Com cinco vitórias em sete regatas, a tripulação comandada por Eduardo Plass terminou dois pontos à frente do Phoenix 44, que ficou em segundo lugar. O terceiro lugar ficou com o Dona Bola. Na Super Series 30, que incluiu as embarcações das classes C30 e HPE-30, o Zeus Team conquistou o título. A equipe do ICSC – Veleiros da Ilha, liderada pelo Comandante Inácio Vandresen, ficou em segundo lugar na regata final, confirmando o resultado. Ximango ficou em segundo lugar e também garantiu o título na classe HPE-30, enquanto o Ponta Firme terminou em terceiro lugar na classe HPE-30. Kanaloa ficou em quarto na Super Series 30 e em terceiro lugar na HPE-30. O Plancton, comandado por Jonas Chorociejus e campeão brasileiro de RGS C em 2023, encerrou o 35º Circuito Oceânico de Santa Catarina como campeão geral da classe RGS. Com 9 pontos perdidos, a tripulação do Veleiros da Ilha ficou à frente do Bruxo, que foi o vice-campeão, e do Blade Runner III, que ficou em terceiro lugar. Dez embarcações participaram da flotilha de RGS. O Neon III, do Comandante Maurity Borges, do ICSC – Veleiros da Ilha, comemorou o título na classe RGS Cruzeiro Geral, com três vitórias em cinco regatas de percurso, um ponto à frente do Açores III, que foi o vice-campeão. O veleiro Mar Sem Fim completou o pódio. Na classe Bico de Proa Geral, o Esperança, comandado por Marcio Lima, já havia garantido o título antecipadamente. Na última regata de percurso, o Esperança terminou em segundo lugar, enquanto o Cavalo Loko, vice-campeão do evento, venceu a regata. Em terceiro lugar ficou o ArCaFer. Campeões do 35º Circuito Oceânico de Santa Catarina ORC: Crioula 52 (Veleiros do Sul – RS) Super Series 30: Zeus Team (Veleiros da Ilha – SC) C30: Zeus Team (Veleiros da Ilha – SC) HPE-30: Ximango (Veleiros do Sul – RS) RGS Geral: Plancton (Veleiros da Ilha – SC) RGS A: Sossegado (Grêmio de Vela de Ilhabela – SP) RGS B: Plancton (Veleiros da Ilha – SC) RGS Cruzeiro Geral: Neon III (Veleiros da Ilha – SC) RGS Cruzeiro A: Açores III (Veleiros da Ilha – SC) RGS Cruzeiro B: Neon III (Veleiros da Ilha – SC) Bico de Proa Geral: Esperança (Clube dos Jangadeiros – RS) Bico de Proa A: Esperança (Clube dos Jangadeiros – RS) Bico de Proa B: Don Rocconi (Veleiros da Ilha – SC)