Vôlei: Técnico Rubinho enaltece aprendizados e resultados na França

0
79
Rubinho, técnico de vôlei
Divulgação

Na França há um ano e meio, o treinador Rubinho Leonaldo, agenciado pela Pro Sports, valoriza os aprendizados no comando do Saint-Nazaire VB Atlantique. O time da primeira divisão local disputa o Campeonato Francês e a Copa da França.

Rubinho conta que a conexão França-Brasil o possibilitou também conhecer novas escolas de voleibol, além de culturas diferentes. Ele acredita que esse é um diferencial do Saint-Nazaire VB Atlantique.

“Tem sido muito proveitoso, muitos aprendizados. É interessante trabalhar com uma equipe multicultural, com seis a sete nacionalidades diferentes. Algo completamente novo para mim, que só havia trabalhado no Brasil. A construção da equipe, do pensamento do grupo é um pouco diferente, criando uma conexão entre culturas esportivas diversas, algumas mais próximas e outras muito distantes”, comenta o treinador.

Desempenho na França

O Saint-Nazaire VB Atlantique conquistou o título da segunda divisão francesa em 2021/2022. Rubinho foi contratado para a temporada seguinte, com o objetivo de levar o clube às cabeças do Campeonato Francês.

“A Liga Francesa é muito homogênea e equilibrada. Isso faz com que cada rodada seja realmente difícil, pois a equipe deve estar sempre no máximo, independente se você está jogando contra o primeiro ou com o 12º colocado. Aqui, as “surpresas” de vitórias dos últimos colocados sobre alguns dos primeiros não é um fato raro, pelo contrário. É um ponto que me agrada muito, pois as dificuldades semanais são grandes, me levando a um desenvolvimento maior, mais estudos e maneiras de suplantar a cada rodada um novo e difícil adversário”, analisa.

Em sua primeira temporada, Rubinho levou o Saint-Nazaire ao sexto lugar. Agora, vê a equipe de uma modesta cidade na França aparecer em segundo lugar, disputando o título.

Em 15 partidas até aqui, são 10 vitórias, com 33 pontos, três atrás do líder. O treinador exalta a competitividade do torneio. Já na Copa da França, a equipe está nas oitavas de final.

“O fato de termos finalizado os playoff em uma série de cinco jogos extremamente disputados, contra a forte e tradicional equipe de Chaumont, presente em boa parte das últimas finais francesas, também é um ponto importante. Como fechamento para uma ótima temporada, a conquista do torneio para a vaga na Challenge Cup, uma Copa europeia já no primeiro ano da equipe na Liga. Com estes resultados, fomos além dos melhores resultados a que nos propusemos no início do trabalho”, vibra o comandante.

“Na atual temporada, continuamos a fazer bons resultados, com a participação Na Challenge Cup até a sua segunda rodada, passando na primeira fase pela equipe Deya/Burgas, da Bulgária, no primeiro confronto e sendo desclassificados, na segunda etapa, pela forte equipe polonesa do Projekt Warszawa, atual 2ª colocada na Liga polonesa”, completa.

Rubinho mantém a ambição esportiva em alto patamar, com o intuito de continuar a disputar títulos nas principais ligas do mundo. O foco agora é a Liga Francesa, mas a vasta experiência com a Seleção Brasileira faz com que o profissional mantenha conversas com clubes importantes de vários países.

Currículo

Rubinho está com 54 anos e trabalha com voleibol há quase três décadas. Seu primeiro grande desafio foi em 1995, como auxiliar técnico na Seleção Brasileira masculina sub-21. Ele também foi auxiliar da principal entre 2006 e 2016, além de treinador da Sub-23 entre 2013 e 2015. Já por clubes, o último comandado por ele foi o Sesi Bauru, de onde saiu justamente rumo à França. Rubinho treinou ainda o São Bernardo, entre 2002 e 2010.