Bernardo Peixoto e Bruna Patricio ficam no Top 10 do Mundial de 420

0
51

Dupla encerrou a competição Internacional na nona colocação geral, no Rio de Janeiro (RJ)

Com participação de 78 duplas, o atleta do YCB – Yacht Clube da Bahia Bernardo Peixoto juntamente com Bruna Patricio do YCSA – Yacht Clube de Santo Amaro garantiram a nona posição geral do Mundial da Classe 420, no Iate Clube do Rio de Janeiro (RJ).

As regatas do Mundial de 420 foram marcadas pelo equilíbrio. Após 12 regatas, a parceria entre Bernardo e Bruna ficou no Top 10.

Após velejar em diversas condições de vento, a dupla exalta o resultado pelo alto nível técnico e também a evolução durante a competição.

“Foi uma boa maratona de campeonato! As regatas foram muito disputadas, com muitas vezes decididas nas largadas. Tivemos regatas com ventos rondados, que sobe o nível de dificuldade do percurso. Fomos crescendo ao decorrer da competição e fico feliz com essa evolução. Agora já estamos focados no próximo desafio!”, explicou Bernardo Peixoto, velejador do YCB.

“Campeonato bem difícil. Melhoramos as largadas nesse Mundial, que era uma das nossas metas! Fomos arriscando mais ao decorrer das regatas e conseguimos subir de posição. Então ficamos felizes de subir de posição e chegar ao Top 10 do Mundial”, finalizou Bruna Patricio, velejadora do YCSA.

Ambos atletas seguem treinando e focados para o restante da temporada. Bernardo e Bruna velejam em diversas classes e são os atuais medalhistas de prata no Sul-Americano de 420, realizado em 2023, no Rio de Janeiro.

Confira o desempenho dos atletas do YCB e YCSA no Mundial de 420

Bernardo Peixoto e Bruna Patricio (YCB e YCSA) – 9º posição geral

Lucas Escobar e Henrique Romano (YCSA) – 56º posição geral

Lucas Cruz e Hector Meili (YCSA) – 62º posição geral

Maria Júlia e Bernardo Machado (YCB) – 77º posição geral

Maria Pontes e Lavínia Feinsteins (YCB) – 25° posição feminino

 

Sobre o Yacht Clube da Bahia

O Yacht Clube da Bahia surgiu do desejo de construir barcos a vela, nossa paixão por esportes está diretamente ligada à nossa origem. O Clube possui hoje mais de 15 categorias esportivas e notoriamente se destaca por sua vocação pelas modalidades náuticas e aquáticas, especialmente a Vela, Natação, Canoagem e Pesca Esportiva. Os esportes terrestres completam nossa grade, oferecendo um repertório completo.

Vale ressaltar que entendemos o esporte como um elemento muito importante do convívio social dos nossos Associados, desde a interação de jovens e adultos em seus grupos de amigos até a formação de atletas de alto rendimento, que estão presentes frequentemente nos pódios de competições nacionais e internacionais.

O Yacht Clube da Bahia também organiza eventos com destaque no calendário esportivo náutico nacional, como a tradicional Travessia Itaparica-Salvador de Natação que existe desde 1955, o Desafio Salvador – Morro de São Paulo de Canoagem que é a maior prova sem revezamento da América Latina, além de diversas outras competições.

Sobre o YCSA

Localizado na cidade de São Paulo (SP) às margens da Represa de Guarapiranga, o YCSA é cercado por muito verde, compondo um cenário natural perfeito para a prática da vela. Berço de vários campeões mundiais, o YCSA carrega a tradição de uma biografia admirável ao lado da modernidade de suas instalações e barcos.

Fazer parte desse clube é ajudar a escrever uma história que começou em 1930 e que, desde então, tem marcado a vida de cada associado. Com estrutura náutica privilegiada, o clube conta com hangares modernos para estadia de embarcações à vela e motor, escola de vela com embarcações próprias, rampa de 25 metros de largura com baixa inclinação de acesso à represa, deck e píer com maravilhosa vista da represa, trator e guindaste para transporte de embarcações, marinheiros bem treinados e lanchas e botes de apoio.

Com 24 mil m² repletos de natureza, o YCSA é conhecido dentro e fora do país por sua estrutura náutica de ponta, oferecendo as melhores condições para o aprendizado e prática da vela. O clube é reconhecido não só pelos seus atletas campeões, mas também por sediar eventos de vela nacionais e internacionais.

Foto: Fred Hoffmann