Campeonato Brasileiro de Vela Adaptada será realizado no Iate Clube de Brasília (DF)

0
134

Com apoio do Programa Nacional de Paradesporto da CBVela, competição será disputada entre os dias 11 e 12 de novembro, no Distrito Federal

Após o ICB – Iate Clube de Brasília realizar o Campeonato de Vela Adaptada, no último final de semana (4 e 5 de novembro), o clube anunciou as regatas do Brasileiro de Vela Adaptada. Com apoio do Programa Nacional de Paradesporto, da CBVela – Confederação Brasileira de Vela, a competição nacional terá as classes 2.4 e Skud e será realizada nos dias 11 e 12 de novembro, no Distrito Federal.

Mesmo com vento fraco, o título do Campeonato de Vela Adaptada foi assegurado por Herivelton Anastácio, enquanto a medalha de prata ficou com Antônio do Carmo e o bronze foi celebrado por Fabrício Marques. Após as cinco regatas, os atletas mudaram seu foco para o Brasileiro.

Herivelton tentará o segundo troféu na raia do Distrito Federal. O velejador é professor infantil da classe Optimist, que ingressa crianças na vela, e também busca dividir seu tempo para competir.

“É uma rotina bem movimentada! Cinco vezes por semana realizo os treinos e aulas de Optimist. Busco sempre um tempinho para velejar e o campeonato do último final de semana foi muito bom. Mesmo com vento fraco, consegui velejar bem! Na primeira regata cheguei na terceira colocação, mas o restante liderei e fui campeão”, explicou Herivelton, atleta da Vela Adaptada.

“São competições fundamentais para a vela adaptada! Já estamos nos preparativos para o Brasileiro e particularmente fico observando o vento na raia de competição todos os dias. As regatas serão de alto nível, com presença do Luiz César Farias, que competiu em Pequim 2008, e meu amigo de equipe Antônio Marcos, que esteve comigo na Rio 2016. A Ana Paula Marques, campeã Mundial, também estará competindo! Então a expectativa para velejar só aumenta e a busca pelo título será forte!”, afirmou.

O Brasileiro de Vela Adaptada será aberto para os velejadores PCD das classes 2.4mr (1 tripulante) e da classe SKUD (2 tripulantes).

”A vela adaptada é uma das prioridades da CBVela na nossa gestão. Cada vez mais buscando profissionais qualificados, nós treinamos pessoas para que estejam atualizadas a esse universo.O apoio do Programa Nacional de Paradesporto e da CBVela mostra o comprometimento em impulsionar esse esporte inclusivo”, finalizou Marco Aurélio de Sá Ribeiro, Presidente da CBVela.

As inscrições serão feitas online pelos canais oficiais do Iate Clube de Brasília: 61-993084961 e nautica.iate@iatebsb.com.br.

Sobre a CBVela

A Confederação Brasileira de Vela (CBVela) é a representante oficial da vela esportiva do país nos âmbitos nacional e internacional. É filiada à Federação Internacional de Vela (World Sailing) e ao Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

A vela é a modalidade com o maior número de medalhas de ouro olímpicas na história do esporte do Brasil: oito. Ao todo, os velejadores brasileiros já conquistaram 19 medalhas em Jogos Olímpicos.

A CBVela foi a primeira confederação esportiva brasileira a integrar a Rede Brasil do Pacto Global da ONU e a incorporar a agenda global da sustentabilidade – a Agenda 2030, com seus 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) – ao seu planejamento estratégico.

Foto: Divulgação