Martine Grael e Kahena Kunze alcançam mais uma vitória e seguem na liderança no Pan

0
92
Foto: Matias Capizzano

Dupla brasileira manteve a ponta nesta quarta-feira (1) e soma 13 pontos perdidos, contra 15 das americanas Stephanie Roble e Margaret Shea

As bicampeãs olímpicas Martine Grael e Kahena Kunze conseguiram bons resultados nas regatas desta quarta-feira (1) da classe 49erFX nos Jogos Pan-Americanos de Santiago, no Chile. Na raia de Algarrobo, em Valparaíso, a dupla brasileira venceu a primeira regata do dia, e conquistou um segundo e um terceiro lugar.

As condições do local foram mais uma vez elogiadas pelas brasileiras, que só precisam terminar a competição em primeiro lugar entre as sul-americanas para assegurarem a classificação para os Jogos Olímpicos de Paris 2024.

Com os resultados, Martine e Kahena perderam seis pontos no dia e, na liderança, somam 13 pontos perdidos, contra 15 das americanas Stephanie Roble e Margareth Shea, que estão em segundo lugar. Alexandra Ten Hove e Mariah Alice Millen, do Canadá, completam o Top, 3 com 18 pontos perdidos.

Nesta quinta-feira (2), as brasileiras fazem as últimas três regatas antes da medal race, que será realizada na sexta-feira (3), com os cinco barcos que disputam a competição.

Sobre Martine Grael e Kahena Kunze
Uma das parcerias mais vitoriosas da vela mundial, Martine e Kahena têm mantido o Brasil no patamar dourado da modalidade nas últimas décadas. Em busca do tricampeonato olímpico, as velejadoras contam com o patrocínio de Prada, Energisa, Magic Marine e Gottifredi Maffioli, além de serem apoiadas pelos programas Bolsa Atleta e Lei de Incentivo ao Esporte (LIE) e CBVela.
Filhas dos icônicos Torben Grael e Cláudio Kunze, respectivamente, Martine e Kahena conquistaram o primeiro título juntas em 2009, o do Mundial Júnior da classe 420. Após quatro anos em rumos distintos, elas retomaram a dupla em 2013 e trilharam um caminho de sucesso, que teve como pontos altos os ouros nos Jogos Olímpicos Rio 2016 e Tóquio 2020, além do título mundial de 2014, os vice-campeonatos mundiais de 2013, 2015, 2017 e 2019, e a conquista dos Jogos Pan-Americanos Lima 2019, entre outros.