Vela, surfe e Instituto debatem esporte sustentável no COB Expo

0
90

Painel, que ocorre em 29 de setembro, em São Paulo, com parceria da UNESCO, vai discutir soluções de impacto positivo para os Oceanos

A CBVela – Confederação Brasileira de Vela, a CBSurf – Confederação Brasileira de Surf e o Instituto-E – que há mais de 20 anos desenvolve conceitos e práticas sustentável – promovem em 29 de setembro, durante o COB Expo, em São Paulo (SP), o painel “Esporte e Sustentabilidade”.

O encontro, que ocorre às 9h, vai discutir soluções práticas de impacto positivo para o ecossistema do Oceano, que banha a costa brasileira.

Estarão presentes Marco Aurélio, presidente da CBVela e anfitrião do espaço de debate; Teco Padaratz, presidente da CBSurf; Duda Tedesco, da CBSurf; Mariana Bazzoni, Diretora do Instituto-E e Sandra Di Croce Patricio, diretora de Sustentabilidade da CBVela.

Os líderes das entidades vão explorar maneiras de usar o esporte como uma ferramenta para aumentar a conscientização sobre a importância da proteção do meio ambiente, e criar ações efetivas para a preservação do litoral.

A conversa irá abordar também pontos importantes do Diagnóstico Socioambiental do Litoral Brasileiro, estudo realizado para o Instituto-E pela CBSurf, Ambiens Sustentabilidade Integrada e Luís Eduardo Tedesco, em fevereiro. O material traz a perspectiva das federações estaduais de surfe sobre a costa brasileira, com suas questões ambientais mais urgentes.

“Estamos animados em trazer essa discussão vital para o público do COB Expo. O esporte tem o poder de unir pessoas e amplificar mensagens importantes, e é isso que queremos alcançar com esse painel”, afirmou Marco Aurélio de Sá Ribeiro, presidente da CBVela.

”A parceria entre a CBVela, CBSurf e o Instituto-E promete abordar de forma integrada e proativa os desafios ambientais, inspirando ações transformadoras”.

Assim como a vela, o surfe é uma modalidade que alerta seus participantes e sua comunidade sobre a preservação ambiental e poluição dos mares. Com o crescimento do número de praticantes e os resultados do Brazilian Storm no cenário mundial, a entidade promove ações em seus eventos espalhados pelo país

“A colaboração entre as organizações esportivas desempenha um papel crucial na abordagem dos desafios ambientais em nosso país. Estamos ansiosos para compartilhar nossos esforços conjuntos para mapear abrangentemente as condições dos oceanos do Brasil”, acrescentou Flávio Padaratz, presidente da CBSurf.

O Instituto-E é fundado e presidido por Oskar Metsavaht, Embaixador da UNESCO para Sustentabilidade e para a Década do Oceano. É uma OSCIP que une sustentabilidade, design e transformação para promover o desenvolvimento mais sustentável sob os aspectos social, ambiental e de governança no Brasil e no exterior.

”Nosso objetivo com a parceria é, a partir do esporte, promover a cultura oceânica, fomentar a economia azul e impulsionar a conscientização sobre a necessidade do fortalecimento do pilar socioambiental no litoral brasileiro”, explicou Mariana Bazzoni, diretora do Instituto-E.

Sobre a CBVela

A Confederação Brasileira de Vela (CBVela) é a representante oficial da vela esportiva do país nos âmbitos nacional e internacional. É filiada à Federação Internacional de Vela (World Sailing) e ao Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

A vela é a modalidade com o maior número de medalhas de ouro olímpicas na história do esporte do Brasil: oito. Ao todo, os velejadores brasileiros já conquistaram 19 medalhas em Jogos Olímpicos.

A CBVela foi a primeira confederação esportiva brasileira a integrar a Rede Brasil do Pacto Global da ONU e a incorporar a agenda global da sustentabilidade – a Agenda 2030, com seus 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) – ao seu planejamento estratégico.

Sobre o Instituto-E

Fundado e presidido por Oskar Metsavaht, Embaixador da Boa Vontade da UNESCO para Sustentabilidade e Década dos Oceanos, o Instituto-E (IE) é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) que, há mais de 20 anos, desenvolve conceitos e práticas autorais para promover o desenvolvimento mais sustentável.