Brasileiro campeão mundial de canoagem promove vaquinha para disputar o bi no Mundial da Australia

0
283

 

  • A história de Mário Ferreira de Queiroz é mais um exemplo de resgate da vida.

Paratleta com medalhas nacionais e internacionais, Queiroz superou amputação de perna em um acidente de carro e se reergueu através do esporte.

Pois é, agora o paratleta está buscando parcerias e patrocinadores para em Auckland e conquistar o bi campeão  no Mundial de Canoagem na Australia

” Este é um dos caminhos para apoio/patrocínio o qual será usado para alugar o barco de competição, inscrição e demais custos, desde já agradeço a todos que sempre estão me apoiando nestas conquistas

Estamos na reta final e falta pouco para seguir em busca do BI Mundial na Austrália conto com o apoio de todos…”

Para investimento na vakinha –

https://www.vakinha.com.br/3771002

 

Superacão

A história de Mário Ferreira de Queiroz é mais um exemplo de resgate da vida. Paratleta com medalhas nacionais e internacionais, Queiroz superou amputação de perna em um acidente de carro e se reergueu através do esporte.

Com a ajuda da empresa em que trabalhava, Mário conseguiu colocar uma prótese, e isso foi crucial para o início de sua trajetória no esporte. Em 2004, enquanto passeava no shopping em Praia Grande, Mário acabou chamando a atenção de um praticante de futebol adaptado de São Vicente, que o chamou para conhecer a equipe.

A primeira competição  na canoagem aconteceu  em Cubatão, que foi o Campeonato Paulista de paracanoagem.

Ali era o inicio de um história de vitórias,  dali veio outras oportunidades. Veio o Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e Sul-Americano. Participou de uma competição no litoral norte, uma competição que muitos desistiram no meio do caminho mas eu consegui completar a prova. Chamou a atenção de um outro paratleta chamado Daniel e ele me convidou para conhecer o pessoal de Santos, foi onde consegui equipamentos melhores e peguei mais gosto ainda pela modalidade – disse.

Mário comprou seu primeiro barco de primeira linha em 2018, isso aumentou ainda mais a motivação do paratleta que passou a ganhar praticamente tudo o que disputava. Foi campeão brasileiro, sul-americano e conseguiu uma classificação para o Mundial de Paracanoagem, que foi disputado na França, em 2019.