Equipe Brasileira de Vela inicia disputa do evento-teste de Paris 2024

0
208

O evento-teste dos Jogos Olímpicos de Paris 2024 da vela teve início neste domingo (9), em Marselha, na França. Dos seis atletas brasileiros inscritos na competição, apenas o maranhense Bruno Lobo fez sua estreia na Fórmula Kite.

O atual campeão pan-americano da classe ficou em sexto lugar e a vitória ficou com o francês Axel Mazella. A Fórmula Kite estreia no calendário olímpico em Paris 2024.

Estavam programadas quatro provas para o kite no dia, mas apenas uma foi realizada. Os ventos rondados e fracos na cidade francesa impediram a disputa do kite feminino, que não tem atletas do país. A Comissão de Regatas ainda tentou realizar outras provas, mas não foi possível.

”O vento foi um pouco fraco hoje. Larguei do meio pra baixo da flotilha. Foi uma regata conservadora, mas protegi meu ângulo. Comecei em sexto, um início positivo, agora é continuar concentrado e dar o meu melhor”, disse Bruno Lobo.

Ao final da tarde em Marselha, o vento voltou a acelerar mas as regatas do dia já haviam sido canceladas. Nesta segunda-feira (10), é a medição para o Nacra 17 e IQFOIL. Os 49er FX já fizeram hoje.

A Equipe Brasileira de Vela tem ainda Mateus Isaac (iQFoil), Martine Grael e Kahena Kunze (49er FX) e Joao Bulhões e Marina Arndt (Nacra 17).

O grupo brasileiro tem o experiente Klaus Biekarck, como chefe de equipe, do bicampeão olímpico Torben Grael, como head coach. A Equipe Brasileira de Vela tem ainda Tânia Sampaio como líder da área Multidisciplinar e da Saúde, enquanto Ricardo “Blue” Lobato é o consultor de regra.

Os velejadores brasileiros têm apoio nas regatas de  Pepe Lis como técnico de 49er FX, do medalhista olímpico Bruno Prada no iQFOiL e Ricardo Paranhos como técnico de Nacra 17.

Parte dos atletas participam de eventos internacionais apoiados pelo termo de fomento à vela olímpica com parceria da CBVela. O objetivo é a preparação da Equipe Olímpica Principal de Vela e participação nos campeonatos internacionais. O número do convênio é 930972/2022.

Depois do evento-teste, os atletas da Equipe Brasileira de Vela focam no Campeonato Mundial, em Haia, na Holanda, entre os dias 11 e 18 de agosto. A competição define as primeiras oito vagas de países para os Jogos Olímpicos de Paris 2024. Outras serão preenchidas nos Jogos Pan-Americanos de Santiago, entre outubro e novembro.

Apoio à vela Jovem

A vela brasileira tem como destaque o Núcleo de Base do programa da Confederação Brasileira de Vela – CBVela junto ao Ministério do Esporte pelo Convênio 920223/2022.

O projeto ajuda no fomento à modalidade desde o ano passado. Sede da Rio 2016 e de outros grandes eventos da vela, a Marina da Glória, na capital fluminense, recebe adolescentes entre 13 e 17 anos para treinos visando eventos nacionais e internacionais da Vela Jovem. Outros campings de treinamento foram realizados no Clube Naval Charitas, em Niterói (RJ). 

O trabalho leva jovens atletas a se aperfeiçoarem na modalidade, com o propósito de levá-los ao alto-rendimento, incluindo participações em classes olímpicas e pan-americanas.