Vitória de Evans na estreia da Fórmula E em SP

0
139

Neste sábado (25), o Campeonato Mundial ABB FIA Fórmula E realizou sua primeira etapa no Brasil, com o 2023 Julius Baer São Paulo E-Prix, no Sambódromo do Anhembi. E quem levou a melhor em terras brasileiras foi a equipe britânica Jaguar TCS Racing, que venceu a corrida com o neozelandês Mitch Evans, e ainda teve o britânico Sam Bird em terceiro. Nick Cassidy, piloto da Envision Racing que é equipe cliente da Jaguar, foi o segundo colocado.

23 mil fãs apaixonados assistiram a uma corrida emocionante do início ao fim, com 35 voltas (31 previstas, mais quatro adicionadas após as entradas do safety car). E a parte final foi arrepiante no rápido circuito paulista de 11 curvas e duas longas retas, com Evans conseguindo se manter no meio do pelotão durante toda a prova. 

Na volta 32, o piloto da Jaguar deu o bote em seu compatriota e conseguiu suportar a pressão para receber a bandeira quadriculada em primeiro lugar.

O atual campeão mundial Stoffel Vandoorne (DS PENSKE) largou na Julius Baer Pole Position e se manteve à frente nas primeiras voltas, se defendendo de António Félix da Costa (TAG Heuer Porsche Formula E Team) durante a primeira rodada de ativação do MODO DE ATAQUE até a corrida chegar à metade de sua duração.

A partir da volta 14, a liderança começou a alternar, com Cassidy sendo o piloto mais constante na primeira colocação durante as entradas de safety car e nas ativações de modo ataque.

Apesar de ter largado na frente, aos poucos Vandoorne foi ficando distante da primeira posição e terminou a corrida em sexto. Felix da Costa por sua vez chegou a liderar em dois momentos distintos, mas acabou cometendo um erro na curva um que o fez cair para sétimo lugar. O piloto português ainda conseguiu se recuperar nas voltas finais e terminou em quarto. Jean-Éric Vergne (DS PENSKE), terminou em quinto, à frente de seu companheiro de equipe.

Líder do mundial de pilotos, Pascal Wehrlein (TAG Heuer Porsche Formula E Team) saiu da 18º posição no grid para terminar a prova na sétima posição, conseguindo aumentar mais seis pontos a diferença em relação ao segundo colocado do campeonato, Jake Dennis (Avalnache Andretti) que novamente não pontuou. Jake Hughes (NEOM McLaren Formula E Team) terminando em oitavo , logo à frente do companheiro de equipe René Rast em nono e com Sébastien Buemi (Envision Racing) fechando os 10 primeiros.

Cassidy agora é o terceiro colocado no mundial, apenas um ponto atrás de Dennis. A equipe de Fórmula E da TAG Heuer Porsche lidera a competição com 144 pontos, seguidos pela a Envision Racing com 103, e a Jaguar TCS Racing em terceiro com 83 pontos.

Para os pilotos da casa, a corrida não teve bons resultados. Após ter batido o pneu dianteiro direito em um muro e com isso, ter ficado de fora do treino classificatório e consequentemente, largando na última posição, Lucas di Grassi (Mahindra Racing) terminou em 13º lugar.

Apesar do resultado não satisfatório, o brasileiro elogiou a presença do público e a estrutura montada para sediar a etapa no Brasil: “Para mim, pessoalmente, o mais importante foi realizar a corrida no Brasil”.

Di Grassi também comentou sobre o desempenho da Mahindra em São Paulo, explicando que a equipe  já pensa no carro da próxima temporada: “O fato é que estamos ainda muito longe da competitividade. Mesmo que largasse bem mais à frente, o carro não teria ritmo para terminar bem. Falta muito desenvolvimento. E nossa missão agora é correr atrás de soluções para esse problema, com mais foco em 2024 do que agora.”

Por sua vez, Sérgio Sette Câmara (NIO 333 Team) largou em 16º e terminou em 17º. Assim como o compatriota Di Grassi, o piloto mineiro elogiou a pista e estrutura criada pela Fórmula E dentro do Sambódromo do Anhembi, e creditou ao péssimo gerenciamento de energia o resultado final de sua primeira corrida em casa.

Sobre a Fórmula E e o Campeonato Mundial ABB FIA Formula E > >

Como o primeiro Campeonato Mundial da FIA totalmente elétrico do mundo e o único esporte certificado com zero emissão de carbono desde o início, o Campeonato Mundial ABB FIA Formula E traz corridas dramáticas para o coração de algumas das cidades mais icônicas do mundo, fornecendo uma plataforma de elite do automobilismo com os principais fabricantes automotivos, para acelerar a inovação de veículos elétricos.

A rede de equipes, fabricantes, parceiros, emissoras e cidades-sede da Fórmula E está unida pela paixão pelo esporte e pela crença em seu potencial para acelerar o progresso humano sustentável e criar um futuro melhor para as pessoas e o planeta.

www.FIAFormulaE.com

Para perguntas da mídia sobre a Fórmula E, entre em contato – media@fiaformulae.com

Sobre a ABB  > >

A ABB é líder em tecnologia em eletrificação e automação, permitindo um futuro mais sustentável e eficiente em termos de recursos. As soluções da empresa conectam know-how de engenharia e software para otimizar como as coisas são fabricadas, movidas, energizadas e operadas. Com base em mais de 130 anos de excelência, os cerca de 105.000 funcionários da ABB estão comprometidos em impulsionar inovações que aceleram a transformação industrial. www.abb.com

Foto: Heusi Action