Depois no Cabo Horn e finalmente em Itajaí, o fim desta etapa épica!

0
112
Abby et Sam en manœuvre

Desde o início na Cidade do Cabo, em 26 de fevereiro, Holcim-PRB tem tido uma corrida notável! Na liderança desde o início desta longa terceira etapa, Kevin Escoffier e sua equipe têm se dirigido para o leste e conseguiram estender sua liderança sobre seus perseguidores de uma maneira impressionante. Durante vários dias eles tiveram até mesmo uma vantagem de mais de 500 milhas sobre seu primeiro perseguidor, Biotherm.

Mas ao se aproximarem da importante longitude 143 leste, onde os primeiros pontos desta perna serão concedidos, a posição dos demais barcos se tornou bastante desconfortável. Os desafios vieram,  enquanto Holcim-PRB tropeça em uma área de ventos leves à frente de uma frente de baixa pressão.

Kevin, le capitaine

A série de gybes realizada pela equipe ao longo da zona de exclusão de gelo permitiu a Kevin Escoffier manter um fluxo favorável durante o máximo de tempo possível. Entretanto, desta vez, a vantagem está com os caçadores.

A Biotherm e a equipe Malizia, que continuam a atingir alta velocidade em um vento forte do norte, estão mantendo um ritmo elevado e estão se recuperando milhas atrás do líder. Paul Meilhat e sua equipe estão agora apenas 167 milhas atrás do mono casco verde e azul. Boris Herrmann está 187 milhas atrás e a 11th Hour Racing Team está 201 milhas atrás.

Mais The Ocean Race

 

O que pode mandar um arrepio pela espinha de Kevin Escoffier, Abby Ehler, Sam Goodchild e Tom Laperche está finalmente sendo aceito a bordo com uma filosofia. “O bom é que temos um pequeno período de vento mais calmo, o que nos permitirá navegar ao redor do barco. Mas o ponto negativo é que isso permitirá que nossos concorrentes voltem! É verdade que tínhamos uma enorme vantagem. Todos nós esperávamos que isso nos permitisse mudar os sistemas climáticos em relação aos outros barcos. Não vai se resumir a muito. Não há arrependimentos: nós também protegemos o barco quando tivemos que fazê-lo, nós o empurramos quando tivemos que fazê-lo. Navegamos muito bem no início, também tivemos sucesso porque conseguimos pegar uma situação meteorológica que nos permitiu começar da frente. Desta vez, é o oposto para nossos concorrentes. Isso faz parte da navegação! A bordo, estamos fazendo nossa regata. O ambiente é sempre bom, nós comemos bem. Tivemos algumas pequenas coisas a fazer, mas nada de importante”, diz Kevin Escoffier, do sul. As próximas horas continuarão sendo favoráveis para os rivais de Holcim-PRB e as brechas podem até cair abaixo de 100 milhas“.

Tom au réveil

O monohull suíço deverá ser capaz de recomeçar esta noite e retomar sua corrida louca para o leste em direção ao porto, com a ajuda de mares relativamente suaves. O dia vai ser longo para Kevin Escoffier e sua tripulação, que no entanto estão ansiosos para acelerar novamente e proteger sua posição de liderança a todo custo. “Hoje é o início de uma nova regata! Mas Holcim-PRB sempre conseguiu ficar à frente do grupo, por isso não há razão para que não possa continuar”, acrescenta o capitão de forma otimista.

Após 11 dias de regata, apenas um quarto do percurso foi completado pelos quatro barcos da regata (Guyot Environnement anunciou sua retirada anteontem). Mas isto nos dá uma idéia muito precisa da intensidade que estará envolvida na vitória primeiro no Cabo Leeuwin, depois no Cabo Horn e finalmente em Itajaí, o fim desta etapa épica!

 

Acompanhe The Ocean Race  na cobertura do  Regatanews.com.br

– instagram https://www.instagram.com/regata_news.sc/

Regata News channel on youtube

https: //www.youtube.com/@RegataNews