Barco brasileiro na The Ocean Race tem apoio do presidente da Câmara de Vereadores de Itajaí

0
195

Marcelo Werner, presidente do Legislativo Municipal de Itajaí, no norte de Santa Catarina, cidade que vai receber pela quarta vez a The Ocean Race, anunciou pelo instagram seu apoio ao barco brasileiro SCBRasil Team, inscrito na The Ocean Race para a 14a edição, que ocorre a partir de 14 de janeiro de 2023. O ato se deu após uma reunião com diretores da SCBrasil Esporte Náutico, na Câmara Municipal de Vereadores, onde foi apresentado o projeto do único barco brasileiro inscrito na competição náutica internacional.

 

Durante o encontro, os executivos da empresa brasileira náutica SCBrasil Esporte Náutico apresentaram o projeto e a importância da cidade brasileira ter não somente uma parada, mas também um barco nacional, a exemplo da Itália, Alemanha, Estados Unidos e Espanha e, em edições anteriores, da China e Abu Dhabi – que contaram com barco e parada.

Depois de sua postagem no instagram, que repercutiu na cidade, em Santa Catarina e no trade náutico brasileiro, Marcelo Werner disse: “é muito importante termos um barco brasileiro, de Santa Catarina, que possa ser fomentado por Itajaí na competição. A regata por si só já tem valores agregados, como a questão do turismo, sustentabilidade, economia, a própria divulgação da cidade, mas nós podemos potencializar ainda mais o Brasil na The Ocean Race”.

“Precisamos ver a alma da competição e ter um barco para chamar de nosso faria o nosso coração bater mais forte. O brasileiro gosta de torcer, imagina poder acompanhar o nosso barco? Com certeza incentivaria a participação de mais pessoas. Traria emoção à regata,” concluiu o parlamentar.

Declaração do presidente Marcelo Werner no instagram:
https://regatanews.com.br/2021/12/18/the-ocean-race-presidente-da-camara-de-vereadores-de-itajai-vereador-marcelo-werner-posta-no-instagram-seu-apoio-ao-barco-brasileiro-scbrasil-team/

Itajaí – Uma das 100 cidades mais ricas do País e segunda do PIB catarinense, com um faturamento de R$ 28,2 bilhões, que com outras três  – Joinville, Florianópolis e Blumenau- concentra 31,5% do Produto Interno Bruto do Estado. Um dos setores econômicos que mais tem crescido no município é a economia  náutica –  que movimenta R$ 600 milhões por ano. A partir de 2011, a cidade se transformou no principal polo náutico do Brasil, ao receber a primeira edição da regata espanhola The Ocean Race, um grande case de negócios que proporcionou na edição 2017-18 um incremento na economia local de R$ 83 milhões de reais em 25 dias em Santa Catarina e 75% desse montante ficou em Itajaí e região. O Governo Estadual, por exemplo, ganhou mais de R$ 5 milhões em impostos.

Rota Cidade do Cabo-Itajaí – O barco brasileiro SCBrasil Team pode ser o grande protagonista de uma nova história de navegação da The Ocean Race. O time nacional, juntamente com flotilhas de IMOCA e VO65, com outros 24 barcos inscritos de 14 países, viverá uma incrível maratona pelos mares do Sul, de 12.750 milhas náuticas entre a Cidade do Cabo, na África do Sul, e Itajaí, no Brasil. O SCBrasil Team, da SCBrasil Esporte Náutico, está inscrito na categoria IMOCA

Projeto SCBrasil – Um projeto voltado para as empresas e marcas com interesse de exposição mundial e de negócios. Em um País de vocação náutica como o Brasil, a meta da SCB é a  formação de um pool de recursos para a sua viabilização, com investidores públicos e privados.

A primeira e única vez em que o Brasil participou do terceiro maior evento do planeta – ao lado da Fórmula 1 e do futebol – foi na edição de 2005/06 com o barco Brasil 1, idealizado pelo velejador e empresário Alan Adler. No comando do veleiro estava o medalhista olímpico Torben Grael e, entre os tripulantes, o catarinense André “Bochecha” Fonseca.

Com uma exposição mundial durante oito meses e passando por 10 portos (cidades-sede), a The Ocean Race atinge uma visibilidade de 3 bilhões de pessoas, em mais de 130 países – em redes sociais, TVs, rádios e jornais -, gerando mais de 10 bilhões de receita econômica em toda cadeia produtiva mundial.

Um barco com tripulação brasileira num evento mundial busca atrair a atenção da mídia, fãs e seguidores. Visa criar atenção para as marcas dos patrocinadores e geração de negócios. Estimular torcida em torno de heróis que irão participar da regata mais rigorosa e temida do mundo.