Voz dos Oceanos chega em Pernambuco com programação especial para encerrar etapa brasileira e seguir para rota internacional

0
101
Para conscientizar população sobre a poluição dos oceanos e necessidade por soluções, Família Schurmann e tripulação desembarcam em Recife e promovem diversas ações na cidade e região.
Dezembro, 2021 – O mês começa com a chegada da Família Schurmann e tripulação do veleiro Kat em Recife com a Voz dos Oceanos, expedição que conta com o apoio mundial do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente. Tendo a capital e Fernando de Noronha como últimos destinos nacionais, dezembro reserva a Pernambuco a conclusão da etapa brasileira da missão de conscientizar a população mundial a respeito do lixo plástico nos oceanos, buscando e dando visibilidade a soluções que estão sendo desenvolvidas, no país e no exterior, para combater este problema.
Família Schurmann 7 – Divulgação – Foto Emmanuel Schurmann
Na terça-feira, 7 de dezembro, às 18h30min, tripulação e autoridades estiveram reunidas no Marco Zero de Recife para inauguração de iluminação especial do monumento. A intervenção acontece para conscientização e mobilização da sociedade sobre o lixo plástico nos oceanos e a urgência por mudanças e soluções. A iniciativa coloca um dos cartões postais de Pernambuco ao lado do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, Farol da Barra, Elevador do Taboão e Elevador Lacerda, em Salvador, que também foram iluminados de azul em prol da Voz dos Oceanos.
Além disso, a programação pernambucana conta ainda com ações vinculadas aos pilares da Voz dos Oceanos – Ciência, Educação e Inovação – com atividades junto a professores e estudantes de Ensino Fundamental, Médio, Graduação Tecnóloga e Universitário; empreendedores e empresários locais. Diálogo com gestores públicos da capital e da região metropolitana de Recife para se mobilizarem com compromissos e políticas que possam reverter o atual cenário também estão na pauta.
Com o veleiro Kat ancorado, mais uma vez, no Cabanga Iate Clube Pernambuco, em paralelo à programação da Voz dos Oceanos, a Família Schurmann também estará reunida para o lançamento e noite de autógrafos do livro “Em busca do submarino U-513: uma incrível aventura nos mares do Sul”, de Vilfredo Schurmann, em 09 de dezembro. “É muito bom estar de volta a Recife e ao Cabanga, onde somos sempre muito bem recebidos e temos tantos amigos. Aqui, celebraremos mais uma vez momentos especiais com as ações da Voz dos Oceanos e o lançamento do meu livro, seguindo a tradição de outras passagens, incluindo nossas participações vitoriosas na Refeno”, comemora Vilfredo.
Vale lembrar que, há poucas semanas, a Voz dos Oceanos integrou a programação educativa do evento socioeducativo “Salve o Rio Capibaribe: da nascente à foz”, a partir da parceria entre o Instituto Irapa do Brasil, responsável pelo pilar de Educação, a ONG Fundação Mamíferos Aquáticos (FMA) e a Escola EREM João Bezerra. “A preservação dos nossos oceanos está vinculada aos cuidados com nossos rios e águas. O lixo que invade os mares segue longos percursos, vindo, inclusive, de cidades distantes do litoral”, alerta Heloisa Schurmann.
De Recife, Voz dos Oceanos se dirigirá ainda este mês para Fernando de Noronha, último destino nacional da expedição. De Pernambuco, zarpa para a rota internacional, navegando por lugares como Caribe, costa atlântica dos Estados Unidos, arquipélago das Bermudas, México, canal do Panamá, Galápagos, Oceano Pacífico Sul, Polinésia e Nova Zelândia – onde a expedição conclui sua missão passando por mais de 60 lugares nacionais e internacionais em dois anos. Voz dos Oceanos conta com o patrocínio de Corona, Natura Kaiak, Faber-Castell e Sabesp. Em Recife, conta com o apoio local de Cabanga Iate Clube Pernambuco, Audi / Audi Center Recife, Prefeitura do Recife, Avantia, Bidweb, Diferen/TI e Valcann.
Veleiro Kat: práticas sustentáveis
Ancorado no Cabanga Iate Clube Recife, o veleiro Kat possui seis cabines, duas salas, uma cozinha e três banheiros. Entre os diferenciais da embarcação está a quilha retrátil hidráulica e todas as soluções sustentáveis. O veleiro faz uso de energia limpa (eólica, hídrica e solar) e conta ainda com geradores de baixo consumo e sistema de tratamento de esgoto.
Para a Voz dos Oceanos foram efetuadas algumas melhorias, entre elas, ampliação da capacidade de geração de energia limpa de 75% a 100%, adoção de baterias de Lithium, mudanças no tratamento de águas com ultravioleta na fase final. Além disso, todo o lixo produzido é devidamente tratado. O barco possui uma composteira para tratar o lixo orgânico e um compactador para armazenar o lixo reciclável.
Vale destacar que, além de todas as inovações e soluções sustentáveis presentes no veleiro Kat, Voz dos Oceanos adota de medidas capazes de neutralizar a emissão de carbono gerada tanto nos preparativos como na expedição em si, não se restringindo apenas aos índices da embarcação, mas também do escritório em São Paulo. Em parceria com a StarBoard, já estão sendo calculadas as emissões geradas para serem neutralizadas com o plantio de espécies típicas de manguezais que integram o ecossistema costeiro.
Família Schurmann
Em 1984, após dez anos de planejamento e preparativos, Vilfredo e Heloisa partiram de Santa Catarina, com os filhos Wilhelm, David e Pierre – na época, aos 7, 10 e 15 anos, respectivamente – com o objetivo de realizar um sonho: dar a volta ao mundo a bordo de um veleiro. Em sua primeira grande aventura, os Schurmann passaram dez anos no mar e, ao retornarem, passaram a ser conhecidos como a primeira família brasileira a dar a volta ao mundo a bordo de um veleiro. De lá para cá, foram, até o momento, três voltas ao mundo – 10 Anos no Mar (1984 – 1994), Magalhães Global Adventure com a filha Kat Schurmann a bordo (1997 – 2000) e Expedição Oriente (2014 – 2016) – além de milhas e milhas de navegações pela costa brasileira e mares do mundo.
Agora, a Família Schurmann parte, ao lado de sua tripulação, para missão Voz dos Oceanos – que pode ser acompanhada pelas redes sociais oficiais (@vozdosoceanos), de parceiros e apoiadores. Assim como aconteceu nas últimas grandes aventuras da Família Schurmann, a nova expedição também será destaque mensal do Fantástico, além de marcar presença em outras atrações da TV Globo e da mídia espontânea.
Vozes dos patrocinadores – Kaiak (Natura), Corona (Ambev), Faber-Castell e Sabesp
“Corona é uma cerveja que nasceu na praia e tem uma conexão profunda com o mar e a natureza. É uma alegria patrocinar uma iniciativa como a Voz dos Oceanos, apoiando uma família que, assim como a gente, é apaixonada pelo mar, lutando contra a poluição plástica e a favor da preservação dos paraísos naturais. Esperamos que a expedição possa dar visibilidade a esses problemas e às possíveis soluções para que mais pessoas se comprometam com a proteção do nosso planeta”, conta João Pedro Zattar, head de marketing de Corona .
]
“Sustentabilidade sempre foi um dos pilares da Natura e, dentre tantas marcas de prestígio, uma delas nasceu inspirada no movimento das águas, Kaiak. Em comemoração aos 25 anos da marca, o amor ao mar nos convoca a agir. Ameaçada pela poluição, as nossas águas precisam de ajuda e por isso Kaiak faz um convite para um olhar mais consciente sobre o lixo que geramos e o impacto dele em nossos oceanos. Sermos parceiros da expedição Voz dos Oceanos é um presente para Kaiak e para o planeta” afirma Fernanda Rol, diretora de marketing Brasil da Natura .
“Sabemos que o nosso compromisso com a sustentabilidade deve ultrapassar as fronteiras da nossa atuação empresarial e, por isso, mapeamos uma oportunidade de contribuir de forma mais ampla. Participando da expedição Voz dos Oceanos queremos apoiar um trabalho sério e comprometido que trará resultados para um tema global, importante e urgente da humanidade” diz Marcelo Tabacchi, CEO da Faber-Castell no Brasil.
“Com programas voltados para despoluição das águas e ainda para o saneamento ambiental da costa brasileira, como por exemplo o Onda Limpa – que amplia os serviços de coleta e tratamento de esgoto nos municípios do litoral paulista com o objetivo de universalizar os serviços sanitários -, a Sabesp acredita no incentivo às manifestações de preservação à natureza e de todo e qualquer recurso hídrico como forma de transformação da sociedade.
Sendo assim, a Companhia não poderia ser indiferente a iniciativas como a Voz dos Oceanos que auxiliam na promoção da compreensão sobre a importância da conservação de mares, rios e de todo o ecossistema”, destaca Helio Padula, superintendente de Gestão do Programa de Recuperação Ambiental da Baixada Santista, da Sabesp .