Vai viajar de barco e/ou fazer algum passeio náutico neste final de ano?!

0
145
Aluguel de barcos e lanchas atrai turistas que buscam alternativas para passar a virada de ano (Crédito: Unsplash)
Atente-se ao contratar transportes aquaviários para curtir a virada de ano e veja as dicas do André Costa, especialista em Seguros, quanto a certificação e segurança
O transporte marítimo é uma das modalidades dos transportes aquáticos (ou aquaviários) que correm nos mares e oceanos por meio de embarcações (barcos, navios, caravelas, transatlânticos, lanchas), sendo muito utilizado para o transporte de pessoas e cargas a curtas e longas distâncias, chegando a ser responsável por mais de 90% do transporte das mercadorias do mundo, de acordo com a International Chamber of Shipping, a principal organização de transporte marítimo do mundo. Contudo, outra prática que tem crescido muito é o turismo náutico, sobretudo neste mês de dezembro, um mês de férias para muita gente e de muita festividade, como o réveillon.

Empresas do mercado náutico, como a Nautal, uma plataforma online de aluguel de barcos líder na Espanha que funciona como uma espécie de Airbnb dos mares aqui no Brasil e que já soma mais de 400 barcos, especialmente nas costas de Rio Janeiro, São Paulo e Santa Catarina. As companhias possuem pacotes que incluem lanchas com capacidade de até 40 pessoas e com diárias que variam entre R﹩ 1 mil e R﹩ 69 mil.

A diversão requer alguns cuidados óbvios como usar, dependendo do tipo de embarcação, colete salva-vidas, atenção constante com as movimentações devido às ondas, dentre outros. Mas o que pouca gente se atenta no momento da contratação desses serviços é se a empresa possui seguros caso aconteça algum incidente mais grave.

Bateau Mouche IV, uma embarcação de turismo, naufragou na Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro, em 31 de dezembro de 1988 e matou 55 pessoas, das 142 a bordo. Acredita-se que a embarcação estivesse superlotada, além de apresentar uma série de falhas, e o que era para ser uma comemoração da passagem para o novo ano, com vista para a queima de fogos de Copacabana, se tornou em uma grande tragédia.

Juliana Delgado, turismóloga, e que mora em São Paulo, conta que fez uma viagem ao Rio de Janeiro, em 2018, depois de ter contratado uma empresa de turismo náutico pelas redes sociais e quase morreu: “O barco encheu de água no meio da noite, justamente por não ter manutenção, quando já estávamos longe da costa, e fomos salvos por um outro barco que nos levou até o outro lado da ilha”, relembra.

De acordo com o ex secretário de turismo do Brasil, Vinicius Lummertz, o mercado náutico de lazer movimenta cerca de R﹩ 5,3 bilhões por ano e emprega aproximadamente 27,5 mil pessoas, direta ou indiretamente. E nesse contexto, deve-se tomar atenção quanto às documentações de segurança desses veículos.

Os seguros prestam assistência em situações inesperadas, amenizando os riscos de vida e prejuízos financeiros. Em casos de viagens, por exemplo, eles auxiliam na prestação de serviço médico e hospitalar, garantem consultas ou mesmo internações, além de tratamentos e remédios necessários. Para os veículos aquáticos, as seguradoras fornecem o documento depois de uma análise técnica para validar e permitir a prática.

Para ajudar na hora da contratação por passeios em lanchas e outros veículos aquaviários, André Costa, especialista em seguros e Diretor da Touareg Seguros, dá dicas para viajar tranquilo de barco neste final de ano:

• Tempo de mercado

Uma boa estratégia para analisar a qualidade dos serviços prestados por esse tipo de empresa náutica é ver quanto tempo já está no mercado. Empresas que não são idôneas e que possuem histórico de problemas durante a prestação de serviços não se sustentam por muito tempo, sobretudo com o advento da internet e das ferramentas de feedback.

• Atenção ao contrato

Leia o contrato com muita atenção e atente-se às cláusulas para não se frustrar com a expectativa de um serviço não oferecido. A leitura desse documento é essencial na contratação não só desse serviço, mas de qualquer outro.

• Busque os feedbacks

Existem sites, como o Reclame Aqui, que você vai conseguir visualizar todos os incidentes e eventos negativos de uma empresa, inclusive a resposta da própria empresa explicando o que pode ter acontecido. Essa análise também pode ser feita olhando nos comentários das publicações nas redes sociais da empresa e são úteis para você saber quais eventos negativos já aconteceram com ela.

• Veja se a empresa tem seguro

Uma empresa náutica que tem seguro já foi analisada pela seguradora, o que ajuda muito na qualidade e segurança do que vai contratar. Afinal, o seguro funciona como uma espécie de selo de segurança. Nenhuma seguradora vai oferecer certificação de segurança para um veículo que não se encontra em bom estado e que pode causar riscos à vida das pessoas. A Touareg Seguros pode te ajudar na contratação de um seguro com assistência 24h, com profissionais preparados para garantir que seu passeio não tenha nenhum incidente.

Sobre a Touareg Seguros

A Touareg é uma corretora de seguros que nasceu da experiência de mais de 30 anos dos seus sócios, e atua com seguros para Linhas Financeiras, Afinidades, Para Você, Para Empresas e Benefícios Corporativos. Tem como objetivo entregar as melhores soluções em seguros, desenvolver pessoas, encantar clientes e construir relações de longo prazo com resultados sustentáveis, a fim de proporcionar segurança e tranquilidade, apresentando uma consultoria especializada com o compromisso de orientar uma proposta de seguro eficiente às necessidades de cada cliente, com o melhor custo benefício e um serviço de qualidade. Em 2011, na Bahia, os sócios, Luiz Villar, André Costa e Wanderson Nascimento, fundaram a primeira rede de franquias de seguros certificada pela ABF (Associação Brasileira do Franchising), que, atualmente, opera com mais de 240 unidades espalhadas pelo Brasil. Saiba mais aqui!