Esquiva Falcão enfrenta boxeador russo em fevereiro de 2021

0
66

O brasileiro Esquiva Falcão confirmou nesta terça-feira (29) sua volta aos ringues em 20 de fevereiro de 2021 contra o russo Artur Akavov.

A luta será disputada em Las Vegas, nos Estados Unidos, com todo o protocolo de segurança contra COVID-19 exigido pelas autoridades locais.

Invicto como profissional, o medalhista olímpico soma 27 vitórias em 27 combates, com 19 nocautes. Foram quatro nocautes seguidos nas últimas apresentações. O adversário russo tem 20 vitórias e apenas três derrotas na carreira. A luta será no peso máximo combinado de 162 libras ou 73.48kg.

Esquiva Falcão está entre os sete primeiros nos três maiores conselhos de boxe do mundo na categoria dos médios. O atleta exigiu a partir de 2021 enfrentar lutadores mais bem colocados no ranking para desafiar na próxima temporada os campeões mundiais. A Top Rank chegou a projetar esse duelo Brasil x Rússia para 2020, mas a pandemia de COVID-19 impediu.

”Foi uma ótima escolha o russo Akavov. Daqui pra frente a pedreira só vai aumentar. Já estava bem preparado antes das festas de fim de ano e sigo no ritmo em casa, no Brasil. Voltando para os Estados Unidos o trabalho se intensifica e vamos ser campeões”, disse Esquiva Falcão, que completou recentemente 31 anos e mora em Vila Velha (ES).

O atleta embarca nos primeiros dias de 2021 para Riverside, nos Estados Unidos, para retomar o camping de treinamento na Robert Garcia Academy.

Em 2020, Esquiva Falcão fez duas lutas, todas pela plataforma Boxing For You. Em 29 de fevereiro, o brasileiro nocauteou o argentino Jorge Daniel Miranda. Mais recentemente, em agosto, o capixaba voltou ao ringue do B4Y e derrubou no primeiro round o paraense radicado em Manaus (AM) Morramad Araújo.

Artur Akavov, que tem como apelido Wolverine, tem 35 anos e vem de vitória na sua última apresentação. O atleta derrotou Sergei Melis (Estônia) em outubro de 2019. Atualmente, o pugilista russo vive em Beverly Hills, nos Estados Unidos.

O manager Sergio Batarelli está confiante em mais uma apresentação de gala do atleta brasileiro. ”Ele decidiu lutar, disse que estava nas mãos dele, dei meus conselhos, se o adversário era bom e é um adversário duríssimo, tem três derrotas só, então isso vai ser muito importante. Hoje batemos o martelo, tanto eu, o Esquiva e a Top Rank chegamos em um acordo”.

”O Esquiva é um dos maiores nomes do boxe mundial, tem 19 por nocautes na carreira e a cada luta vem mostrando sua superioridade e talento. A Top Rank garantiu que ele luta pelo título mundial em 2021. Era pra ser esse ano, mas todos nós já sabemos que a pandemia nos atrapalhou”, contou Sergio Batarelli.