Polo Aquático: Pernambuco vence a Liga Nacional Divisão II

0
157
Foto: Passarinho A.A.

A equipe pernambucana Passarinho Atividades Aquáticas foi a campeã da Liga Nacional Divisão II de Polo Aquático. A competição, realizada no Centro Aquático Santos Dumont, em Recife (PE), reuniu nove times do Centro-Oeste, Norte e Nordeste do País. A final, realizada no domingo (13), contra o Water Polo Cearense/Estácio foi vencida pelo placar de 9 a 4. O Iate Clube de Brasília foi o terceiro colocado.

A Liga Nacional Divisão II teve Romulo Moraes (Boca) como goleiro menos vazado com 21 gols e o MVP da competição foi Maximilian Peters. O gol mais bonito foi de Leo Asfura, também da Passarinho.

Participaram do evento Aero Clube de Natal, Iate Clube de Brasília, Passarinho Atividades Aquáticas, ESPA/PAA, Associação Desportiva Confiança, Polo Salvador, Feira de Santana, Water Polo Cearense e Clube Amazonense de Polo Aquático.

Antônio Artur Regueira Soares Júnior “Passarinho”, técnico da equipe e um dos organizadores do Torneio comentou sobre a importância do campeonato e do crescimento do polo aquático pernambucano.

“O campeonato foi de suma importância para a região fora do eixo de Rio/São Paulo, já que infelizmente nessa segunda divisão deste ano não veio ninguém desses locais. Mesmo neste momento de pandemia que estamos vivendo a participação dos clubes foi muito boa, foram nove, atendendo bem as expectativas do campeonato”, comentou “Passarinho”.

Mesmo com falta de ritmo, muitas equipes se desafiaram e decidiram participar do Torneio. Durante o campeonato foi possível perceber uma melhora da técnica conforme os quartos passavam. “A maioria dos times teve pouco tempo de treinamento, então vimos um pouco mais de cansaço”, comentou.

Todos os atletas tiveram que ser testados (PCR) antes do começo da competição, e o campeonato seguiu um protocolo rígido de saúde, sem torcida na arquibancada. Para “Passarinho”, um dos organizadores do evento, um dos maiores desafios para as equipes foi o teste de PCR, devido ao tempo de todos os testes ficarem prontos e às questões financeiras.

Crescimento do polo aquático no nordeste

”O pessoal aqui ficou muito animado com a conquista do título da segunda divisão e pode ser um estímulo. A piscina já tinha aulas cheias de polo aquático desde o começo de março, mas devido à pandemia, perdeu-se um ano. Ficamos quase 20 anos sem isso. Em Recife temos a Escola Social de Polo Aquático no Náutico e a Passarinho. Espero que a escolinha no Santos Dumont seja uma oportunidade do polo aquático pernambucano crescer. Temos agora três escolas. É uma nova estrutura e planejamento do polo aquático local”, completou “Passarinho”.

A piscina que recebeu a competição no Centro Aquático Santos Dumont, em Recife, foi recentemente reformada e possui estrutura de ponta.

“Todos elogiaram a estrutura que estava montada, a piscina é de altíssima qualidade, assim como a iluminação, uma das melhores do Brasil. Tudo foi muito bem montado e organizado”, finalizou.

O artilheiro da competição com 20 gols, Adriano Silva também elogiou a estrutura do lugar.

“Temos que levar mais o polo aquático para lá, é um lugar quente, uma piscina super organizada, que são de ponta. Fiquei impressionado com a qualidade do lugar. É um lugar que tinha que ser mais aproveitado por todos nós, até para competições internacionais. Sobre a competição, tivemos times fortíssimos e um campeonato muito bem organizado, respeitando os protocolos de saúde”.

A Liga Nacional Divisão II de Polo Aquático foi organizada pela CBDA, com apoio da Federação Aquática Pernambucana e do Governo do Estado do Pernambuco.