“A cidade de Itajaí está preparada para receber eventos do porte da regata volta ao mundo”: Knut Frostad

0
205

“A cidade de Itajaí está preparada para receber eventos do porte da regata volta ao mundo”. Fizemos uma pesquisa e chegamos a ver também Florianópolis como opção, mas o que chamou atenção para a cidade de Itajaí foi a estrutura portuária e de estaleiro existente na cidade e região” Knut Frostad.

QUARTO BLOCO DA ENTREVISTA DE KNUT  FROSTAD

Regata News -Tens um apreço especial pelo Brasil?

Knut Frostad: sou um grande fã do Brasil.Como você sabe, eu sou um grande fã do Brasil e minha conexão com o país remonta um longo caminho. Eu ainda estou muito fascinado com a cidade de Itajaí hoje. Eu não tenho quaisquer sugestões especiais, mas espero que esta cidade fantástica dá a raça proporcione uma recepção ainda maior e que todo mundo vem para visitar o Race Village. Temos uma memória muito boa do Itajaí Race Village e está ansioso para a escala brasileira novamente.”, este depoimento se deu exatamente havia um ano da 12º Volvo Ocean Race, Itajaí se consagra como um dos principais portos de parada e detentora de vários prêmios, regionais, nacionais e internacionais.

 

Regata News -Notamos, por exemplo, China, além de abrigar uma parada, colocou um barco com um membro da tripulação na disputa nacional. Este é o perfil da liderança da Volvo Ocean Race para novos negócios e esta iniciativa do chinês.

 Knut  -Vimos com Abu Dhabi e agora Sanya que a combinação de uma equipe e uma paragem pode ser muito poderosa. Foi incrível ver a equipe bem-vindo Sanya recebeu formar a sua torcida ao seu porto de origem e certamente eu seria a favor de mais da equipe / escala combinações no futuro.

 

Regata News –– Como a cidade para receber a maior regata do mundo?

 Knut – Quando aqui  chegamos não havia nada, tivemos que fazer  vários ajustes no caderno de encargos e o resultado final ai este uma dos melhores stopover de todo circuito”

Regata News — Visão futurista

Knut—” A cidade de Itajaí está preparada para receber eventos do porte da regata volta ao mundo. Fizemos uma pesquisa e chegamos a ver também Florianópolis como opção, mas o que chamou atenção para a cidade de Itajaí foi a estrutura portuária e de estaleiro existente na cidade e região”.


VEJA O TERCEIRO BLOCO DA ENTREVISTA KNUT FROSTAD

“Nós tivemos grandes experiências em Abu Dhabi e Sanya e tenho certeza que Itajaí irá coincidir com o alto padrão que vimos até agora” Knut Frostad


 

Regata News—Desafio para os organizadores

Knut—“Quando aqui chegamos não havia nada, tivemos que fazer vários ajustes no caderno de encargos e o resultado final ai esta,  uma dos melhores stopover de todo circuito”. Já passaram mais de 20 mil pessoas só hoje, e até neste dia já passaram 160 mil, igual movimentação de pessoas só vimos em Saya, na China”.

Regata News – – O Prefeito Jandir Belini já efetuou a inscrição da cidade para sediar mais duas edição 2014/2015 e 2017/2018,

Knut “não, não esta decisão só será conhecida em dezembro. Mas a cidade tem acolhido muito bem a todos nós”.

Regata News — crise na Europa

Knut—A Crise na Europa impediu a participação de um número maior de barco”.

Regata News -–  Knut qual è a sua avaliação da Regata que Acabou de terminar Galway? E Quantas cidades já está inscrita para a 12º Edição e a definição da nova escala? 

 Knut – Sabemos que Alicante, Abu Dhabi e Lorient estarão envolvidos de alguma forma na próxima edição, mas em termos de sua posição na rota, a única coisa que sabemos com certeza é que a corrida vai começar a partir de Alicante, que agora é a nossa casa. A rota final é algo que vai ser decidido no final deste ano e se tornar pública em janeiro. Começamos com bem mais de 60 cidades expressando interesse em sediar uma etapa da competição, a procura tem sido intensa. Uma equipe de gestão deste processo já visitou os lugares-chave que precisávamos para visitar. E eu já posso ter certeza de que a equipe estará indo para um monte de grandes cidades potenciais.

Regata News — Com o novo barco os custos baixaram e fixando estaleiros na Europa, quantos barcos o senhor espera próxima Etapa.

 Knut – Não é nenhum segredo que uma maior frota teria sido ideal e com o novo um projeto-que já sabemos que haverá um mínimo de oito barcos construídos. Eu já disse antes que eu acho que o número ideal é de oito a 10 equipes.   E o nível de interesse que já vimos significa que eu estou me sentindo bem para alcançar esse objetivo, apesar do ambiente econômico difícil que o mundo está enfrentando. Graças às mudanças que fizemos – não apenas o projeto, mas os serviços compartilhados em terra – devem contribuir para montar uma campanha eficaz por 12 a 15 milhões de euros. Nós ampliamos a plataforma para a entrada de outras maneiras também, com alterações nos barcos. Veja vamos voltar uma equipe de mulheres, fato que não acontecia há mais de uma década. Isso é muito gratificante e eu não posso esperar para ver o SCA Mulheres Ocean Race em ação.

Regata News — Observando todos estes crescimentos que Itajaí teve durante a stopover já credencia a cidade a participar da 12ª Volvo Ocean Race?

  Knut  – Desculpe, mas eu não posso dar nada sobre a competição fantástica entre Portos de host possíveis nesta fase, mas vamos deixá-lo saber em breve! Que é certamente verdade é que ficaria muito feliz em voltar. Foi um grande sucesso como uma escala e um exemplo para cidades paradas futuras.

Regata News — Itajaí foi uma grande novidade para o senhor nesta regata? Para melhorar – onde precisa ser mudado, retocado, refeito na Vila da Regata?

 Knut  – Itajaí foi um enorme sucesso como uma parada e um dos grandes motivos para isso foi o fato de que a cidade e a região como um todo realmente abraçou a Volvo Ocean Race. Nesse sentido, eu diria que foi uma porta de host de modelo, com uma sensação indivíduo real sobre ela, graças às milhares de pessoas que se reuniam na Race Village cada dia. Paixão e compromisso com a hospedagem de uma grande corrida são as qualidades mais importantes para um porto de passagem e não há dúvida de que Itajaí proporcionou tudo isto. O compromisso de Itajaí com a iniciativa ambiental de realizar o Programa Mantenha os Oceanos Limpos – também foi muito impressionante e um foco de verdade para a corrida. Mas tendo dito isso, todos nós podemos melhorar e eu estou certo de que todas as portas de host da última corrida estão pensando muito sobre o que eles podem fazer melhor.