BRASILEIRA CONQUISTA TÍTULO INÉDITO E É CAMPEÃ SUL-AMERICANA DE KITESURF

0
685

 

Mídia Press Comunicação

– Foram nove dias de muita adrenalina e manobras radicais, durante os Campeonatos Brasileiro e Sul-Americano de kitesurf, realizado num dos cenários mais deslumbrantes de Santa Catarina, a Praia Brava, em Itajaí.

A competição, que premiou com os títulos de campeões brasileiros, os maranhenses Bruno Lobo e Maria do Socorro Reis, a “Socorrinho”, teve ainda outros cinco dias de disputas pelo campeonato sul- americano de kitesurf.  Cerca de 20 atletas vindos do Brasil, Argentina, Peru, Colômbia, Uruguai, Turquia e Estados Unidos brigaram pelo título.

o uruguaio Nico Landauer/Mídia Press Comunicação

Após 20 regatas, o uruguaio Nico Landauer, que foi medalha de prata nos jogos Pan- Americanos de Lima, no Peru, ficou com título de campeão Sul-Americano de kitesurf, já que o atual campeão, Bruno Lobo, não competiu.

 “Foi uma competição muito dura, com o mar muito bravo, mas com grandes atletas de toda América do Sul e dos Estados Unidos. Esse título representa muito para mim e para meu país”, declarou o uruguaio.

E pela primeira vez a competição contou com a participação de mulheres. Durante toda a regata, a disputa foi acirrada entre a maranhense e a colombiana, María Lizeth Loaiza Rojas, atual campeã Sul- Americana. Mas a brasileira Maria do Socorro Reis mostrou porque é uma melhores kitesurfistas do mundo e garantiu o título inédito para o Brasil.

“Foram dois eventos muito importantes para mim, primeiro foi o Brasileiro e agora o Sul-Americano, que é um evento de nível mundial. Eu pude competir com outras meninas  e percebi que, a cada ano, o nível aumenta e isso é um incentivo, pois agora começam os treinamentos para as Olimpíadas de 2024, na França. É a primeira vez que participo e estou bem feliz com o resultado”, falou a nova campeã Sul- Americana de Kitesurf.

Para o organizador do evento e flysurfer, Claudio André Cruz, os campeonatos foram um sucesso, com condições climáticas favoráveis onde os atletas puderam mostrar o melhor. “Todos conseguiram superar seus limites, conhecendo condições diferentes do mar, mas buscando resultados”, falou.

Ainda segundo ele, já está confirmado o Campeonato Brasileiro de Kitesurf, na Brava, em Itajaí, em 2020 e outras competições.


Mais:


Gusmão Reitz Velejador do Itajaí Sailing Team arbitrou os Campeonatos Brasileiro e Sul Americano de Kitesurf


“Ficamos muito felizes com a confirmação do Brasileiro aqui em Itajaí e queremos trazer para a cidade uma etapa do Mundial de Kitesurf, também no próximo ano, pois o Sul-Americano deve ser no Peru, que sediou os jogos Pan-Americanos e está com a estrutura pronta”, anunciou.