Nelson Ilha na Transat

0
163

O juiz internacional de regata Nelson Ilha representa o Brasil no quadro de arbitragem da Transat Jacques Vabre Normandie Le Havre 2019, principal regata em duplas do mundo.

O gaúcho se reuniu na tarde desta terça-feira (12), em Salvador (BA), com seus colegas franceses para avaliar a punição ao barco Advens for Cybersecurity da classe IMOCA.

O veleiro sofreu penalização de duas horas por não cumprir o percurso corretamente e acabou perdendo posição.

O resultado alterou o resultado da classe IMOCA, dando ao 11th Hour Racing o quarto lugar no campeonato.

https://youtu.be/zCEiyhV-HFI

O Advens for Cybersecurity caiu pra quinto na tabela. Outros veleiros foram punidos no meio da competição e já pagaram penalidades convertida em horas.

Um dos casos mais comuns é a quebra do lacre do motor.

“Geralmente esses pênaltis variam em função da gravidade do ocorrido. No caso da quadra do lacre, por exemplo, pode ocorrer em manobras ou quando há a necessidade de ligar o motor – proibido na vela, por alguma razão”.

”Os veleiros saem de Le Havre com o lacre e quando chegam a Salvador recebem inspeções dos técnicos”, explicou Nelson Ilha.

Como lembrete, PRB, 11th Hour Racing e Newrest Art & Fenêtres também foram penalizados por uma hora e meia por quebrar os selos do motor, mas fizeram suas penalidades durante a prova.

Experiente juiz de seis olimpíadas, o gaúcho Nelson Ilha está na regata desde a edição 2017.