Diário de Bordo da The Ocean Race: Estamos no dia 1 de abril de 2010

0
878
Torben e Larns Grael no dia 1 de abril de 2010 na apresentação da primeira parda da Volvo Ocean Race em Itajai/ Foto: Nelson Robledo

 

 

historiando The Ocean Race/ Volvo Ocean Race : Tudo começou  no dia  1 de abril de 2010

 

O Ano é 2010: Itajaí será a parada na América do Sul da Volvo Ocean Race 2011/2012

Pois é, historiando a Volvo Ocean Race e agora The Ocean Race. Imagine um evento mundial sendo lançado no dia 1 de abril, o ano 2010.  Apesar de ser o dia para muitos comemorado como o “dia da mentira”, a cidade viveu uma grande verdade e uma radical mudança no setor econômico e de projeção mundial.

A cidade de Itajaí, que fica a 90 quilômetros ao norte de Florianópolis, em Santa Catarina, foi anunciada oficialmente nesta terça-feira como a única parada na América do Sul da Volvo Ocean Race 2011/2012, a mais tradicional e emocionante regata de volta ao mundo. O anúncio foi feito pelo CEO da VOR, o norueguês Knut Frostad, no Castelo Montemar, no Morro da Cruz. Desta forma, o Porto de Itajaí substituirá em março de 2012 a Marina da Glória, no Rio de Janeiro. A Volvo Ocean Race parou no Rio em suas últimas três edições.

   “O desafio da Volvo Ocean Race é muito grande e a parada no Brasil é especial porque os participantes virão de cerca de 40 dias em alto mar, na etapa mais cansativa da regata”, lembrou Knut Frostad, que foi tripulante do Brasil 1 em 2005/2006. “Estamos muito satisfeitos que Itajaí seja a parada brasileira da Volvo Ocean Race 2011/12. A cidade será sede da final desta perna dramática, que leva as equipes através do Oceano Antártico e ao redor do famoso Cabo Horn. Um lugar onde icebergs, baleias, ondas enormes e ferozes e temperaturas frias são lugares-comuns.”

Os organizadores da regata, que leva muitas vezes os participantes ao limite de suas forças, já confirmaram a largada em Alicante, na Espanha, e outras cinco paradas e a chegada: Cidade do Cabo (África do Sul), Lorient (França), Lisboa (Portugal), Abu Dhabi (Emirados Árabes Unidos) e Sanya (China). A regata terminará em Galway, na costa Oeste da Irlanda.

A escolha de Itajaí foi motivada por ficar no centro de um grande polo populacional, próximo ao Balneário de Camboriú e a apenas 7 quilômetros do Aeroporto de Navegantes, a 81 km do Aeroporto de Joinville e a 106 km do


Jandir Bellini : “Representar Santa Catarina e o Brasil na Volvo Ocean Race…”

 

 

Itajaí foi erguida no encontro do rio com o mar e tem a sua história ligada à navegação. A cidade cresceu pela força das velas dos navios portugueses que primeiro colonizaram a região, no século XVIII. E também pela força das velas que trouxeram os navios de imigrantes alemães e italianos para o Porto de Itajaí no século XIX. “É uma honra para nossa cidade reviver em suas águas o espetáculo das velas e representar Santa Catarina e o Brasil na Volvo Ocean Race, uma importante competição à vela”, disse o prefeito Jandir Bellini.

 


Alan Adler: “É uma área muito importante no Estado de Santa Catarina…”

 

Itajaí, em particular, e Santa Catarina, como um todo, terão uma excelente oportunidade de desenvolver negócios e impulsionar o turismo durante a parada e em todos os outros portos que hospedarão os barcos, as equipes e a complexa estrutura de organização do evento. “É uma área muito importante no Estado de Santa Catarina, em desenvolvimento acelerado, que ganhará uma enorme promoção, com a presença de turistas com alto poder de consumo e jornalistas de todo o mundo e do Brasil”, comentou Alan Adler, executivo da Brasil1, responsável pela organização das três últimas paradas no Brasil, em 2002, 2006 e 2009.


Vice-governador do Estado, Leonel Pavan: “É com grande orgulho que Itajaí 

 

Para o vice-governador do Estado, Leonel Pavan, que assume o cargo de governador nesta quarta-feira, substituindo Luiz Henrique da Silveira, que será candidato a senador, a parada da Volvo mostra a capacidade local de organização e administração de eventos de grande porte. “Santa Catarina tem conquistado os mais importantes prêmios nacionais como melhor destino turístico e pode mostrar sua força econômica e na geração de negócios. É com grande orgulho que Itajaí e região recebe a maior regata de circum-navegação do planeta, comprovando nossa capacidade de organizar e administrar grandes eventos.”


Paulo Bornhausen: “Temos sempre de sonhar alto….”

O deputado federal Paulo Bornhausen, que ajudou a trazer o evento para Santa Catarina, comemora a escolha da cidade. “Temos sempre de sonhar alto e de tentar viabilizar a organização de eventos de grande visibilidade para mostrar todo o potencial de nosso Estado.”


Outras edições:

Diário de Bordo da The Ocean Race: Entrevistando Amilcar Gazaniga


Torben Grael – “A Volvo Ocean Race é uma competição emocionante”

O Brasil teve uma atuação bastante ativa nas duas últimas edições da Volvo Ocean Race. Em 2005/2006, o barco Brasil 1 terminou em terceiro lugar, com uma tripulação predominante nacional. Já em 2008/2009, o comandante Torben Grael levou o Ericsson 4 à vitória. Por causa dessa conquista, o brasileiro, maior ganhador de medalhas olímpicas do Brasil e do esporte, foi escolhido pela Federação Internacional como o melhor velejador de 2009.

“A Volvo Ocean Race é uma competição emocionante e acho muito legal que Itajaí seja a parada Sul-Americana. Esta cidade tem uma ótima infraestrutura portuária e ótimos profissionais do ramo náutico que poderão ajudar todas as equipes participantes”, comentou Torben, também presente à cerimônia.


Lars Grael: “Tivemos aqui uma vontade evidente de governo para receber a parada

 

Lars Grael, dono de duas medalhas olímpicas e velejador de Star, concorda com a opinião do irmão e elogia a vela brasileira. “Tivemos aqui uma vontade evidente de governo para receber a parada e a vocação náutica de Itajaí certamente foi decisiva. Temos de lembrar o constante sucesso da vela brasileira, que acaba de conquistar com a equipe feminina de match race a medalha de ouro no Mundial Militar dos Emirados Árabes.”


 

Primeiro Presidente da Parada

Amilcar Gazaniga foi o primeiro presidente da Comissão Organizadora da Volvo Ocean Race. No dia em que o apresentada oficialmente, que Itajai receberia a quarta edição da regata o Regatanews.com.br entrevistou o visionário Amilcar Gazaniga