Agag afirma que Fórmula E não terá um domínio como o da Mercedes na F1

0
269

Em entrevista ao jornal As da Espanha, o CEO da Fórmula E, Alejandro Agag, disse que a categoria dos carros elétricos não terá uma supremacia como existe na Formula 1 com a Mercedes.

Na seis primeiras corridas da temporada 2019 da F1, a montadora alemã venceu todas. Na F-E a história é diferente, depois de 11 etapas e faltando três para o fim, sete equipes já venceram. Orgulhoso do que construiu, Alejandro Agag disse que não esperava a igualdade que prevaleceu durante toda a temporada.

”Não imaginei nada. Quando começamos a temporada, achei que havia algumas equipes que tinham uma vantagem importante, mas estamos vendo que tudo está muito próximo. As duas equipes ficaram na primeira linha de Berlim (Nissan e HWA), não ganharam nenhuma corrida, houve oito vencedores diferentes … Embora eu veja JE Vergne e Di Grassi como os dois vão lutar pelo título, acredito também que Lotterer também poderia buscar se não tivesse um dia ruim em Berlim.

A entrevista para o AS ocorreu após a prova de Berlim vencida pelo brasileiro Lucas di Grassi, que agora está em segundo lugar atrás do francês Jean-Eric Vergne. ”Eu não gostaria aqui de ver o que tem na Fórmula, com seis corridas e seis vitórias de Mercedes, cinco com dobradinha”.

Agag disse também que a Alemanha é como a capital da Fórmula E. ”Nós já temos os quatro grandes construtores do país: Audi e BMW que já estão lá, e Mercedes e Porsche que chegarão na próxima temporada. Temos também grandes patrocinadores (DHL, Allianz, Hugo Boss …) e temos a corrida de Berlim, um sucesso público espetacular com todos os ingressos vendidos. Estamos vendo como redesenhar o circuito para construir mais estandes para o próximo ano, podemos ver que os torcedores já reconhecem e acompanham os pilotos e as equipes e há um verdadeiro hobby. É um evento fantástico e estamos muito felizes”.