Itália/Campeonato Europeu de Star: Brasil segue na frente no SSL Breeze Grand Slam

0
136
Lars Grael e Pedro Troucher (Marc Rouiller / SS

 

Lars Grael e Pedro Troucher (Marc Rouiller / SS

Riva del Garda (Italia) – Com a realização de três regatas com cerca de 1h10m cada uma, a quinta-feira (16) exigiu força máxima, física e mental, das 90 tripulações do Campeonato Europeu de Star, válido como SSL Breeze Grand Slam da Star Sailors League. Com terceiro, quinto e segundo lugares, Robert Scheidt e Henry Boening, o Maguila, mantiveram a liderança após cinco regatas no Lago de Garda, ao norte da Itália.

O vento sudoeste variou de 13 a 16 nós (30 km/h) e permitiu que a dupla brasileira velejasse de forma consistente nas três provas. Negri (ITA) e Kleen (ALE) venceram a primeira regata do dia, a terceira do campeonato, praticamente de ponta a ponta. Foi a segunda vitória no campeonato, mas a dupla descarta 91 pontos devido a uma largada queimada, ou seja, ocupam a vice-liderança, mas não podem mais errar. O sol apareceu entre nuvens e a temperatura chegou a 18ºC.

A chegada foi dramática, com Negri e Kleen vencendo Paul Cayard e Arthur Lopes, o Tutu, por apenas um segundo, após 1h09m21. Kusznierewicz (POL) e Melo (POR) venceram a segunda prova, enquanto Loof (SUE) e Fatih (EUA) venceram a última regata. Restam mais cinco para a definição das dez duplas que disputarão quartas de final, semifinal e final em regatas eliminatórias no domingo(19).

“Ainda temos crédito para errar uma vez porque até agora não fizemos nenhuma regata ruim para jogar fora. Em uma flotilha como essa, sabemos que é muito difícil manter a regularidade sem escorregar”, considerou Maguila, elogiado pelo timoneiro Scheidt. “O Maguila foi sensacional na movimentação do barco. Fez a diferença nas pernas de popa, condição em que estamos ganhando velocidade”, enalteceu o bicampeão olímpico.

Scheidt e Maguila (Marc Rouiller / SSL

O outro brasileiro na zona de classificação, Arthur Lopes, ocupa o quarto lugar, a apenas dois pontos do segundo e terceiro colocados. “Pagamos caro por uma largada ruim na segunda regata do dia, com um 24º lugar. O barco está rápido, mas precisamos acertar as largadas, é o que define o jogo. Importante é que permanecemos entre os dez primeiros”, afirmou o proeiro Tutu.

Os demais brasileiros brigam pela classificação. Bruno Prada ocupa a 15ª colocação ao lado de Augie Diaz (EUA). Lars Grael e Pedro Trouche estão em 16º lugar. Samuel Gonçalves e Haico de Boer (HOL) tiveram problemas com o barco nas duas últimas regatas e caíram para a 52º posição. A próxima largada está prevista para esta sexta-feira(17) às 13h local, 8h no fuso de Brasília, com transmissão ao vivo em HD e com gráficos em 3D, em starsailors.com , o site oficial da Star Sailors League.

11 USA 8509 // Skipper: Augie Diaz // Crew: Bruno Prada; 18 NED 8541 // Skipper: Thomas Allart // Crew: Gert van der Heijden

   Classificação após cinco regatas (um descarte):

1 – Scheidt e Boening (BRA): 3+1+3+(5)+2 = 9 pontos perdidos

2 – Negri (ITA) e Kleen (ALE): 1+(UFD)+1+10+3 = 15 pp

3 – Kusznierewicz (POL) e Melo (POR): 4+4+6+1+(27) = 15 pp

4 – Cayard (EUA) e Lopes (BRA): 2+3+2+(24)+10 = 17 pp

5 – Loof (SUE) e Fatih (EUA): (11)+6+11+3+1 = 21 pp

6 – Doyle e Infelise (EUA): (9)+2+4+8+7 = 21 pp

7 – Rohart e Ponsot (FRA): 7+10+(33)+2+4 = 23 pp

8 – Benemati e Ambrosini (ITA): 5+(49)+5+7+13 = 30 pp

9 – Merkelbach e Koy (ALE): 20+(22)+9+6+5 = 40 pp

10 – Misura e Barac (CRO): (33)+5+8+17+11 = 41 pp

15 –  Diaz (EUA) e Prada (BRA): 58 pp

16- Lars Grael e Pedro Trouche (BRA): 59 pp

52 – Boer (HOL) e Gonçalves (BRA): 188 pp