Rally Cuesta definiu os campeões da 13ª edição

0
64
Maurício Lima conquista seu primeiro título entre os quadriciclos (Nelson Santos Jr/Photo Actio

 

 

Maurício Lima conquista seu primeiro título entre os quadriciclos (Nelson Santos Jr/Photo Actio

A prova reuniu 106 veículos entre Motos, Quadriciclos, Carros, sendo novo recorde de participantes nos UTVs (57)

Botucatu – A edição histórica do tradicional Rally Cuesta, em Botucatu (SP) foi espetacular com relação ao número de inscritos e alto nível dos participantes das modalidades carros (21), motos e quadriciclos (28) e UTVs (57), nos dois dias de disputa da 13ª edição. As equipes mais constantes nas especiais de sábado e domingo (04 e 05/05) receberam seus troféus em cerimônia de premiação no Primar Plaza Hotel.

Pilotos e navegadores inscritos no certame percorram em cada etapa especial de 172 quilômetros entre trechos cronometrados e deslocamentos, e a soma dos tempos definiu os grandes vencedores. O Rally Cuesta conta pontos para o Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country para carros  (7ª e 8ª  etapas), e Campeonato Brasileiro de Rally Baja para motos, quadriciclos e UTVs (3ª e 4ª etapas).

Após o segundo lugar conquistado na primeira etapa, Bruno Leles andou forte neste domingo e foi o grande vencedor da segunda etapa do Rally Cuesta, fechando a competição como campeão. “A prova estava muito boa, com dificuldade técnica grande e ampla variedade de terreno. Hoje consegui andar melhor e isso resultou no melhor tempo. A disputa está muito legal entre os pilotos, especialmente nesta prova que mistura vários tipos de terrenos, com trechos travados, sempre vai ganhar aquele que estiver mais completo”, comemorou.

 

 

 

Campeão nos UTVs, Gustavo Gugelmin (Can-Am Marevick X3), que deixou o lugar de navegador e assumiu o posto de piloto, comemorou o resultado. Ele marcou o tempo de  3h40min07s. “Andei o Rally Minas como piloto e, agora, no Cuesta. Estou muito feliz e surpreso, aprendi bastante. A organização da Arena Eventos está de parabéns, foi uma prova dura, técnica, muito rápida, segura e bem sinalizada. Na companhia do Reinaldo Varela temos andado muito e do lado fui vendo como que faz, aprendi com o mestre, isso é bom que ele confia ainda mais em mim agora”,  festeja Gustavo.

“A prova estava bem dura devido aos carros que passaram depois de nós ontem, por isso não consegui baixar os tempos com relação a primeira prova. Tive que administrar o ímpeto de andar rápido e consciente para não ter nenhum problema no veículo. Mesmo assim imprimi um ritmo forte e  no final deu tudo certo e consegui a vitória na geral. A equipe deixou um carro muito bem preparado, sem nenhum problema nos dois dias. Quero agradecer tanto a equipe do Rato Racing que esteve junto com a Tecmin, minha equipe, e o apoio da Cotton Racing/Divino Fogão Rally Team”, disse o piloto de Lages/SC.

O pódio foi tríplice para a equipe X Rally Team, Cristian Baumgart / Beco Andreotti (X Rally Ranger) foram os campeões, seguidos de Marcos Baumgart / Maykel Justo (X Rally Ranger) e  Mauro Guedes / Filipe Bianchini (Ford Ranger). “Estou feliz em retornar a competir e mais ainda por garantir o título. A última vez que estive em uma disputa foi no Dakar deste ano e na disputa do Brasileiro fazia quatro anos, estava com saudade do Ranger. A organização e todos que participaram estão de parabéns, desde que eu parei de ir para o Brasileiro melhorou bastante”, disse Cristian Baumgart.

Para Mauricio Lima (#40), inscrito entre os quadriciclos, conquistou o seu primeiro título entre os quadriciclos no Rally Cuesta e no Campeonato Brasileiro, com o tempo total de 5h07min23s. “Foi uma prova sensacional, uma surpresa vencer hoje e garantir o titulo do evento. As provas do Arena são muito bem organizadas e muito prazerosa de andar”, festeja o piloto paulistano.

O 13º Rally Cuesta é uma realização da Prefeitura Municipal de Botucatu e organização da Arena Promoções e Eventos. Tem patrocínio de Can-Am e, apoio, do C6 Bank e Primar Hotel. Supervisão da CBA – Confederação Brasileira de Automobilismo, da CBM – Confederação Brasileira de Motociclismo e da FASP – Federação Paulista de Automobilismo.

Classificação final (Prólogo + Especiais 1 e 2):

MOTOS

1) 10 Bruno Ayrton Leles, YZ 450FX, (1)PDA, 3h51min43

2) 7 Rafael Espindola, KLX 450R, (1)SPD, 3h53min54s

3) 8 Ramon Oliveira Sacilotti, YZ 450 FX, (2)SPD, 3h55min10

4) 32 Luciano de Menezes, KTM, (1)REG, 03h56min08s

5) 23 Cesar Peduti Filho, Husqvarna TE 300, (1)MAR, 4h16min16s

UTVs

1) 154 Gustavo Gugelmin, Maverick X3, (1)UTVS, 3h40min07s

2) 105 Mauricio Pena Rocha, Can-Am X3 XRS, (1)UTPE, 3h40min20s

3) 102  Bruno Varela, X3 The Best, (2)UTPE, 3h40min40s

4 116 Denisio do Nascimento, Maverick X3 2019, (3)UTPE, 3h405min29s

5) 123  Wilker Campos, Maverick X3, (2)UTVS, 03h40min58s

QUADRICICLOS

1) 40 Mauricio Lima, YFZ 450R, 5h07min23s

2) 39 Richard Amaral, Yamaha Raptor 700, 7h45min18s

CARROS

1) 303 Cristian Baumgart / Beco Andreotti, X Rally Ranger, (2)T1, 3h34min19s

2) 301 Marcos Baumgart / Maykel Justo, X Rally Ranger, (1)T1, 3h39min07s

3) 314  Mauro Guedes / Filipe Bianchini, Ford Ranger, (3)T1, 03h41min06s

4) 348  Carlos Ambrosio / Cadu Sachs, Buggy Giaffone, (1)OP, 3h46min05s
5) 373  Marcelo Gastaldi / Claudio Rieser, Buggy V8, (1)OP, 1h53min39s

* Resultado completo: http://www.chronosat.com.br/2019/cc/cuesta/index.php