Rio 2016: Nicholas Santos entra na briga por vaga olímpica nos 100 m borboleta

0
138

 

agua (1) (1)

Atleta da Unisanta nada abaixo do índice em Santa Catarina e deixa disputa para abril


Edição – Adilson Pacheco
Fonte – Flávio Perez
onboardsports.com.br
Post – 17/12-18:14


 

Nicholas Santos confirmou, quinta-feira (17), índice para a Olimpíada de 2016 nos 100 m borboleta. O velocista do Exército e da Universidade Santa Cecília – Unisanta fez 52s31 de manhã e está na briga por uma das duas vagas da prova para os Jogos. A próxima seletiva será em abril, na disputa do Troféu Maria Lenk. O índice exigido é de 52s36.
”Estou bastante satisfeito com o meu desempenho. Fiz minha melhor marca pessoal aqui em Santa Catarina nos 100 m borboleta. Agora é corrigir esse final de prova, ficar mais com o quadril na água e cansar menos. Estou motivado”, disse Nicholas Santos. O atleta é um dos melhores do mundo na versão mais curta da prova, os 50 m borboleta, que não está no calendário olímpico. ”Depois do Mundial de Kazan intensifiquei o treinamento para aguentar mais uma piscina. É um trabalho duro, mas espero que dê resultado no final”.
O nadador disputa, no parque aquático na Universidade do Sul de Santa Catarina – UNISUL, o 25º Brasileiro Senior / Troféu Daltely Guimarães e o 11º Torneio Open Correios-CBDA ao mesmo tempo. Apenas os oito melhores de cada prova da competição senior avançam para o Open, mas as duas competições são válidas para obtenção dos índices olímpicos.
O velocista Nicholas Santos ainda disputa os 100 m livre para tentar entrar no quarteto do revezamento 4×100 m livre da Olimpíada de 2016.
Nicholas Santos defende as cores da Unisanta. O atleta olímpico é patrocinado por Correios, Speedo e Exército Brasileiro. Entre os títulos do nadador de Ribeirão Preto (SP) destaque para o ouro no Mundial de Istambul 2012 e prata no Mundial de Kazan 2015 nos 50 m borboleta, ouro nos revezamentos 4×50 m medley masculino e misto no Mundial de Doha 2014, ouro no revezamento 4×100 m livre de Guadalajara 2011 e Rio 2007 e o ouro da Universidade de Bangkok 2007 nos 50 m livre.