Alunos do Instituto Etiene Medeiros vivenciam novas experiências no Recife e em Fortaleza

0
45

O Time Nado Por Tudo participou do Torneio Nordeste de Clubes, na capital cearense, enquanto integrantes do Projeto Braçadas que Transformam estiveram no Festival Interno do Complexo Esportivo Santos Dumont

Os alunos do Instituto Etiene Medeiros (IEM) tiveram dias de novas experiências, aprendizados e conquistas, em duas atividades ao mesmo tempo, em estados diferentes: o Time Nado Por Tudo participou do Torneio Nordeste de Clubes – Troféu Sérgio Silva, em Fortaleza (CE), entre o dia 15 e domingo (19), enquanto os integrantes do Projeto Braçadas que Transformam estiveram no sábado (18) no Festival Interno de Natação do Complexo Esportivo Santos Dumont, em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife (PE).

O Time Nado Por Tudo encerrou a participação em Fortaleza na 18ª colocação, entre 46 equipes inscritas. Mais do que resultado em si, o objetivo da presença dos alunos do IEM em torneios como esse vai além. O Nado por Tudo busca utilizar o treinamento em natação como uma ferramenta para impulsionar o crescimento individual e sociocultural dos seus participantes.

Momentos para colecionar histórias e buscar o desenvolvimento a partir de conquistas coletivas, os bons resultados, evoluindo como grupo. E de colocar em prática os aprendizados dos treinos e do dia a dia, como respeito, ética, disciplina e amizade. O resultado: superação e melhoria em todas as provas.

De Fortaleza, o time trouxe na bagagem duas medalhas, uma de prata e uma de bronze, além de novos índices para o Campeonato Brasileiro Juvenil. Foram 10 atletas – quatro meninas e seis meninos. Maria Elisa dos Santos Nascimento ficou com a prata nos 1.500 m livre e Rayra Monnik conquistou bronze nos 200 m peito.

Já no Santos Dumont, o Instituto contou com a presença de 130 inscritos, em provas de 25 metros. Oportunidade para esses alunos de lidar com desafios, com a pressão, a ansiedade, assim como de convivência e aprendizado ao longo da competição. Todos receberam certificado.

“O Time Nado por Tudo aprimora a técnica na água e aprende a nadar melhor, a cada treino, a cada torneio. Sem falar na chance do grupo se conhecer mais e construir laços mais fortes enquanto equipe. A experiência vai muito além das braçadas e viradas. Experiência que se estende ao Braçadas que Transformam, permitindo aos alunos vivenciar o clima de campeonato”, afirmou Antônio Coutinho, coordenador técnico do IEM.

Clínica encerra inscrições – O Nado Por Tudo dá nome à clínica marcada para este sábado (25), promovida pelo Instituto Etiene Medeiros. Serão quatro fases – nados crawl, peito, borboleta e costas-, cada uma com dois encontros. As clínicas são dedicadas à aprendizagem e aprimoramento dos quatro estilos. O crawl será no sábado e no dia 1 de junho, ambos no período da manhã e com as atividades no Complexo Esportivo Santos Dumont. O IEM recebeu 115 inscrições. O projeto está sendo viabilizado por meio da lei de incentivo ao esporte, tendo o BV como facilitador.

Atividades do IEM – Ano a ano, o IEM vem crescendo em número de alunos, assim como está sempre buscando a realização de novos projetos, como agora com a clínica. O IEM tem um total de 200 alunos no Projeto Braçadas Que Transformam (educacional) e 18 no Time Nado Por Tudo (rendimento). Crianças e jovens que participam do projeto contam com atividades educacionais, culturais e esportivas, promovendo o seu desenvolvimento integral.

Em suas diferentes ações, o IEM tem como missão ampliar o acesso ao esporte, à educação e à cultura na infância e adolescência. As atividades do Instituto são todas gratuitas e realizadas no Complexo Esportivo Santos Dumont. Os alunos contam com aulas de natação, oficina de habilidades, aulas de diversidade, acompanhamento psicossocial, educação alimentar e nutricional, práticas de meditação e yoga.

IEM, Educação e esporte como ferramentas de transformação social – O IEM une educação e esporte como ferramentas de transformação social. As atividades são realizadas no Complexo Esportivo Santos Dumont, em Boa Viagem, Recife (PE), de terça a sexta-feira e são gratuitas. O IEM busca proporcionar desenvolvimento integral às crianças e jovens que participam do projeto, com foco na natação e no combate às desigualdades de raça, classe e gênero. Os alunos fazem parte da rede pública de ensino do Estado de Pernambuco e precisam participar de até 75% das atividades mensais do IEM para garantirem permanência no projeto.

Etiene Medeiros – Primeira brasileira a conquistar uma medalha de ouro em um Mundial de Natação, Etiene está entre as melhores do mundo nos 50 metros costas há seis anos. Antes do título em 2017, em Budapeste (HUN), foi quarta colocada no Mundial em Barcelona 2013 e bronze em Kazan 2015. Ela também é bicampeã do mundo em piscina curta (Doha/2014, quando bateu o recorde mundial, e Windsor/2016), além da vitória no revezamento medley misto em 2014. Em 2019, acrescentou mais uma medalha em Mundiais, a prata nos 50 m costas. Única brasileira bicampeã pan-americana de natação – ganhou ouro nos 100 m costas em Toronto, em 2015, e nos 50 m livre em Lima, em 2019 -, Etiene soma nove medalhas no Pan, sendo quatro no Canadá e cinco no Peru.

Mais informações – Etiene Medeiros:
Instagram: http://www.instagram.com/etimedeiros
Facebook: http://.www.facebook.com/etienemedeirosoficial
Twitter: www.twitter.com/etiene_medeiros
Youtube: http://youtube.etienemedeiros.com
Flickr: www.flickr.com/photos/etienemedeiros/
Site: www.etienemedeiros.com
Site do Instituto Etiene Medeiros: https://institutoetienemedeiros.org/

Foto: IEM / Divulgação