Pascal Wehrlein quebra sequência de vencedores diferentes na Fórmula E

0
50
formula e

Alemão Pascal Wehrlein (TAG Heuer Porsche) vence a sétima etapa do Campeonato Mundial ABB FIA Fórmula E

A sétima etapa do Campeonato Mundial ABB FIA Fórmula E ocorreu neste domingo (14) no Circuito de Misano, em Rimini, na Itália. O vencedor foi o alemão Pascal Wehrlein (TAG Heuer Porsche) em uma chegada emocionante. O pódio também contou com o britânico Jake Dennis (Andretti), atual campeão da categoria dos carros elétricos, em segundo lugar, e o neozelandês Nick Cassidy (Jaguar TCS Racing) em terceiro.

O britânico Oliver Rowland (Nissan) liderava até a volta final, mas seu carro ficou sem energia e ele teve que abandonar. O suíço Nico Muller (ABT Cupra) conquistou o quarto lugar, seu melhor resultado no ano, enquanto o francês/argentino Sacha Fenestraz (Nissan) ficou em quinto.

O brasileiro Sérgio Sette Câmara (ERT Formula E Team) teve mais uma atuação destacada, fechando a corrida em sexto lugar. Jake Hughes (NEOM McLaren), também britânico, surpreendeu ao largar na pole, mas acabou em oitavo.

O traçado italiano de 3.381km com 14 curvas foi desafiador para os 22 pilotos do grid da Fórmula E, proporcionando muitas ultrapassagens. A corrida de 26 voltas ocorreu com temperatura de 22ºC e vento de 11 km/h.

A vitória de Pascal Wehrlein (TAG Heuer Porsche) marca uma quebra de tendência, sendo o primeiro piloto a vencer duas corridas no ano após sete etapas.

Pascal abriu a temporada dez do mundial dos carros elétricos vencendo no Circuito Hermanos Rodrigues, no México. Na rodada dupla de Diriyah, na Arábia Saudita, Jake Dennis e Nick Cassidy foram os vencedores. Em São Paulo, o britânico Sam Bird colocou sua NEOM McLaren no lugar mais alto do pódio e em Tóquio, no Japão, deu o alemão Max Gunther (Maserati).

Com esse resultado, Wehrlein assume a liderança do campeonato, empatado em 89 pontos com Jake Dennis (Andretti), ficando à frente devido ao ponto extra da volta mais rápida em Misano.

“Foi uma corrida incrível, muito caótica de novo no começo. Esta vitória foi extremamente importante, especialmente por ter sido uma luta intensa contra os quatro primeiros no final. Fiquei um pouco surpreso com a velocidade do Oliver no final, mas, sim, provou-se que nossa melhor estratégia era ser paciente. Estou extremamente feliz com o resultado de hoje, foi uma grande redenção após o dia de ontem”, comentou Pascal Wehrlein, que celebrou com seus familiares na Itália.

No sábado (13), o companheiro de Wehrlein, o português António Félix da Costa (TAG Heuer Porsche), venceu a corrida, mas foi desclassificado pela FIA por irregularidades. O britânico Oliver Rowland (Nissan) herdou o primeiro lugar no circuito italiano. O brasileiro Lucas di Grassi (ABT Cupra) ficou em 11º na segunda prova e em décimo na primeira.

A oitava etapa da Fórmula E será realizada em 27 de abril nas ruas de Mônaco, palco de memoráveis vitórias de Ayrton Senna na F1.

Brasileiros comentam a etapa de Misano

O piloto mineiro Sérgio Sette Câmara (ERT Formula E Team) conquistou o sexto lugar e pontuou mais uma vez no Campeonato Mundial ABB FIA Fórmula E. Se não fosse a punição recebida na corrida de sábado (13) em Misano, Sette Câmara estaria pontuando em três provas consecutivas, evidenciando sua evolução nesta temporada.

“Primeiramente, porque eu não merecia a punição, foi por um motivo insignificante que não me trouxe nenhuma vantagem, como foi o caso de ontem, não é? Foi um resultado injusto. Além disso, hoje a corrida foi muito mais convencional, sem grandes surpresas. Acredito que ontem foi quase uma loteria. A sorte teve um papel crucial o tempo todo, foi uma bagunça”, comentou Sette Câmara.

“Agora é focar em Mônaco e tentar manter esse bom ritmo, não é? Se não fosse pela decisão da organização ontem, eu estaria pontuando em três corridas consecutivas. Já pontuei em Tóquio, na minha opinião merecia pontos ontem, cheguei na zona de pontuação, e hoje também. Então, vamos tentar manter essa sequência lá em cima”, concluiu o piloto brasileiro.

Na rodada dupla de Misano, Lucas di Grassi (ABT Cupra) conquistou apenas um ponto, seus primeiros na F-E, mas manteve-se consistentemente entre os Top 10. O piloto paulista elogiou o trabalho da equipe alemã, que teve Nico Muller em quarto lugar.

“De forma geral, foi positivo, pois estamos com um ritmo muito mais próximo dos líderes do que no início do ano. A diferença hoje na classificação entre mim e o Nico foi de apenas 6 centésimos de segundo.”

“Conseguimos melhorar o acerto do carro nas duas corridas, sempre lutando por pontos em uma boa posição”, acrescentou Lucas di Grassi.

Classificação do Mundial de Pilotos (completo aqui)

1º – Pascal Wehrlein (TAG Heuer Porsche) –  89 pontos

2º – Jake Dennis (Andretti) – 89 pontos

3º – Oliver Rowland (Nissan) – 80 pontos

4º – Nick Cassidy (Jaguar TCS Racing) – 76 pontos

5º – Maximilian Gunther  (Maserati)– 65 pontos

18º – Sérgio Sette Câmara – 11 pontos

19º – Lucas di Grassi – 1 ponto

Classificação do Mundial de Equipes (completo aqui)

1º – Jaguar TCS Racing – 128 pontos

2º – Andretti – 112 pontos

3º – TAG Heuer Porsche – 109 pontos

4º – Nissan – 100 pontos

5º – DS Penske – 75 pontos

9º – ERT FORMULA E TEAM – 23 pontos

10º – ABT CUPRA – 19 pontos

Sobre a Fórmula E e ‘ABB FIA Formula E World Championship’:

Primeiro campeonato mundial elétrico da FIA – Federation Internationale de l’Automobile, a Fórmula E desponta como único esporte neutro em carbono da história, certificado desde a concepção.

O Campeonato Mundial ABB FIA Fórmula E realiza corridas eletrizantes ao redor das cidades mais icônicas do mundo, onde tornou-se importante plataforma internacional para o desenvolvimento da tecnologia de veículos elétricos e a promoção da mobilidade limpa, através do automobilismo de alta-performance.

Na Fórmula E, equipes e parceiros unem-se pela paixão pelo esporte e pela crença no potencial para acelerar o progresso sustentável, criando um futuro melhor para as pessoas e para o planeta.

www.FIAFormulaE.com

Informações à imprensa: media@fiaformulae.com

Sobre a ABB:

A ABB é líder tecnológica em eletrificação e automação, permitindo um futuro mais sustentável e eficiente. As soluções da empresa conectam conhecimento de engenharia e software para otimizar processos de fabricação, transporte, alimentação e operação. Com mais de 130 anos de excelência, os cerca de 105.000 funcionários da ABB atuam comprometidos em impulsionar inovações que aceleram a transformação industrial.

www.abb.com

Foto: Formula E