Recife é ponto de parada estratégica de embarcação em regata de volta ao mundo em solitário

0
140
Foto: Divulgação

A Cidade de  Recife, através da Federação Pernambucana de Vela (FPVela), tem entrado cada vez mais no mapa mundial da vela. Tanto que a cidade será um ponto de parada para o barco Banque Populaire, do velejador francês Armel Le Cléac’h, na regata Arkea Ultim Challenge.

A regata é de volta ao mundo em solitário e sem escala. Porém, as embarcações têm pontos estratégicos para paradas para resolver problemas técnicos. Recife foi escolhida pelo veleiro por conta da estrutura e por ser um ponto estratégico de subida e descida do Oceano Atlântico.

O barco Banque Populaire vai atracar no Porto do Recife na próxima segunda-feira (15/01). O veleiro está no 3º lugar da competição. Após as reparações dos problemas, a embarcação seguirá o percurso.

Arkea Ultim Challenge

A regata Arkea Ultim Challenge é de volta ao mundo em solitário, sem escala e com previsão de ser concluída em até 50 dias. A partida foi no último domingo (07/01), no porto de Brest, na França, com seis embarcações.

Todos os velejadores são franceses a bordo de barcos de 32 metros de comprimento e 22 metros de largura. Por isso, são conhecidos como “Gigantes dos Mares”.

A chegada será no mesmo local de partida e a tendência é de que aconteça nos primeiros dias de março. Os velejadores são obrigados a contornar as três principais pontas do Hemisfério Sul: Cabo da Boa Esperança, na África do Sul; Cabo Leeuwin, na Austrália; e Cabo Horn, no extremo sul da América do Sul.