Regata da SIVI homenageia Eduardo Souza Ramos

0
109

O segundo dia da 50ª edição da Semana Internacional de Vela de Ilhabela ficou marcado pelas homenagens prestadas ao atleta olímpico Eduardo Souza Ramos, que foi o homenageado das regatas realizadas no norte da ilha nesta terça-feira (25).

Eduardo Souza Ramos é reconhecido como um dos maiores incentivadores da vela nacional e sua influência no desenvolvimento técnico e evolução da modalidade oceano na América do Sul é inegável. Mesmo aos 79 anos, o velejador aposentado continua deixando sua marca nas águas, sendo o maior campeão da Semana Internacional de Vela de Ilhabela, com impressionantes 11 conquistas ao longo de sua trajetória.

Visivelmente emocionado, Souza Ramos agradeceu a homenagem que foi realizada em vida, destacando que sua última Semana de Vela ocorreu no ano anterior, com uma disputa acirrada com a embarcação Crioula.

Ao longo das 50 edições da competição, algumas delas se destacaram para o atleta, em especial a primeira, quando correu de Snipe, e a última em 2022. Ele expressou o desejo de que as próximas regatas contem com um aumento no número de barcos participantes, incluindo novos veleiros de ponta.

O mais recente projeto de Souza Ramos foi o veleiro Botin 44, apelidado de Phoenix, considerado um dos mais modernos veleiros de performance da vela oceânica. Atualmente, a equipe é comandada por Fábio Cotrim e Mauro Dottori e conta com a participação de atletas olímpicos como Jorge Zarif e André Fonseca Bochecha.

Ao longo de sua brilhante trajetória no esporte, Eduardo Souza Ramos teve a sorte de velejar com táticos de renome, como Torben Grael, Robert Scheidt, Mario Buckup e André Bochecha, experiências que enriqueceram seu conhecimento e o mantiveram atualizado com as novidades da modalidade. Ele também ressaltou o papel das fábricas de velas, como a North Sails e a Quantum, que lhe trouxeram valiosos ensinamentos.

Com resultados expressivos em várias classes olímpicas e de oceano, como Star, Snipe, Hpe 25 e S40, Eduardo Souza Ramos foi inclusive porta-bandeira do Brasil nos Jogos Olímpicos de Los Angeles em 1984. Além disso, ele sempre apoiou a vela nacional por meio da Mitsubishi, patrocinadora principal da Semana Internacional de Vela de Ilhabela, contribuindo para o crescimento da modalidade em todas as suas vertentes no Brasil.

O atleta olímpico Jorge Zarif, que está competindo no Phoenix, destacou a importância de Souza Ramos como patrono da vela brasileira, enfatizando que ele foi um grande incentivador tanto para os velejadores de oceano quanto para os atletas olímpicos.

No que diz respeito às regatas em Ilhabela (SP), o veleiro Crioula foi o destaque na classe ORC, liderando com 100% de aproveitamento em três provas. A classificação segue com o barco argentino Sandokan, seguido por Phoenix e Phytoervas.

A competição, que teve início no domingo (23) com a Regata 100 anos – Atrevida Alcatrazes por Boreste – Marinha do Brasil, conta com a participação de barcos de 11 estados do Brasil e 12 barcos da Argentina, divididos em diferentes classes, como C30, HPE25, ORC, RGS, Bico de Proa, Clássicos e Multicascos. As regatas prosseguirão até o sábado (29) no Yacht Club de Ilhabela.

Os resultados oficiais de todas as classes podem ser conferidos no site oficial da competição em https://sivilhabela.com.br/resultados/.