Painel de ESG reúne velejadoras da Semana de Vela de Ilhabela

0
216

O Yacht Club de Ilhabela, organizador da 50ª edição da Semana Internacional de Vela de Ilhabela, promoveu um painel de ESG nesta segunda-feira (24) com seis velejadoras e ativistas de causas ambientais. Elas apontaram ideias para o futuro nas regatas ou outros eventos esportivos e culturais.

Participaram do encontro, que teve iniciativa do YCI, da Jab | Revela e Instituto Viva Verde Azul, as velejadoras Andrea Grael, Mia Morete, Isabela Malpighi, Valéria Ravani, Denise Rangel e Danny Lisboa. O diretor do YCI Primo Jr recebeu as palestrantes.

A Semana Internacional de Vela de Ilhabela segue a agenda positiva dos principais campeonatos do mundo reduzindo o seu impacto ambiental a cada edição. E em 2023 não é diferente!

”É impossível não pensar que ESG é importante, em qualquer lugar que você estiver. Isso é um fato. Minha dica é buscar informação de qualidade e não entrar em fake news”, disse Valéria Ravani, uma das pioneiras em equipes 100% femininas na vela e executiva da área farmacêutica.

ESG é uma sigla em inglês para Environmental, Social, and Governance, traduzindo para português: Meio ambiente, social e governança.

Os três pilares desse conceito ganharam destaque no universo corporativo e substituíram, em muitos contextos, a palavra “sustentabilidade”.

O nome ESG surgiu pela primeira vez em um relatório das Organização das Nações Unidas de 2005 com projetos e recomendações sobre como incluir questões ambientais, sociais e de governança nas ações na sociedade.

O ESG representa uma abordagem mais ampla e abrangente para avaliar o desempenho das empresas e organizações em termos de responsabilidade social e ambiental, bem como a qualidade da sua governança interna.

”A vela feminina está crescendo e tudo tem conexão, mulheres no esporte e meio ambiente. Vejo que todos estão fazendo alguma coisa para o mar”, contou Andrea Grael, ambientalista e velejadora.

Nesta edição de número 50 da SIVI, a pauta do ESG é algo que a organização defende com mais profundidade, como as ações em prol do meio ambiente. Já a atuação social é feita por meio dos projetos Vela do Amanhã, Velas nas Escolas, Arrecadação de Cestas Básicas e roupas para distribuição na comunidade de Ilhabela.

”O YCI tem responsabilidade social e ambiental e por isso trouxe especialistas da região para essa roda de conversa para melhorar ainda mais nas próximas edições da SIVI e no clube. Temos que preservar o meio ambiente e pensar no futuro do nosso planeta”, explicou Primo

Nos últimos anos, além de promover a conscientização do meio ambiente, reduzindo o uso de papel e plástico, o evento realizou ações pela limpeza e conservação dos oceanos. Ilhabela se tornou passagem obrigatória das baleias jubartes e só nesta temporada mais de 400 animais passaram pela região.

Foto: Fred Hoffmann