Navegador encara desafio no maior evento de vela da América Latina

0
75

O velejador André Homem de Mello, conhecido por ser o primeiro navegador em solitário brasileiro a dar uma volta ao mundo sem escalas a bordo de um barco, estará presente na 50ª edição da Semana Internacional de Vela de Ilhabela, que ocorrerá entre 22 a 29 de julho, no litoral norte de São Paulo.

O navegador estará num barco Delta 32, chamado de “Oceano”, na classe Bico de Proa. A tripulação será formada por alunos da sua escola de vela, sediada em Ilhabela (SP), com intuito de proporcionar experiência para os jovens.

A participação na SIVI também servirá para divulgação de sua campanha de financiamento coletivo para o filme Sozinho no Fim do Mundo, que retrata a volta ao mundo feita pelo navegador brasileiro concluída em 2002.

“Ilhabela é um local especial! É considerada a capital da vela por ter um cenário ótimo para realizar regatas e velejar. Gosto de aproveitar a Semana de Vela para ensinar e mostrar como funciona um grande evento de vela para os jovens alunos. O aprendizado no dia-a-dia e na raia de competição é incrível”, explicou.

“Decidimos participar da 50ª edição da SIVI por ser uma edição muito especial! Já participamos diversas vezes e mais uma vez estaremos com uma tripulação de alunos. Será um grande orgulho e alegria”, finalizou.

André lançará no segundo semestre de 2023 um filme sobre sua aventura pelos mares do Mundo. “O Sozinho no Fim do Mundo”, mostra as imagens da volta ao mundo feita pelo navegador, que incluem sete travessias do Oceano Atlântico e uma do Pacífico.

O livro “Diário de Bordo” lançado em 2004 já vendeu mais de 10 mil cópias. O filme terá cenas inéditas captadas por André Homem de Mello durante sua jornada a bordo de um veleiro de 38 pés, além de depoimentos e fotos.

A viagem foi concluída em 2002. As imagens retratam as memoráveis travessias pelo Cabo da Boa Esperança, também conhecido como Cabo das Tormentas, pelo Cabo Leeuwin, na Austrália, pelas águas do sul da Nova Zelândia e pelo temido Cabo Horn, localizado no extremo sul da América do Sul.

O chamado crowdfunding da Catarse pretende arrecadar R$ 316 mil para custear as despesas de produção do filme, além de promover campanhas e pré-lançamentos nas cidades paulistas de São Paulo, Campinas e Ilhabela.

Além do filme, André Homem de Mello quer viabilizar uma nova edição do livro “Diário de Bordo”, revisada e ampliada em comemoração aos 20 anos de seu lançamento, que será utilizada como recompensa aos apoiadores.

A história acompanha o velejador em solitário que se aventurou em uma viagem de seis meses, enfrentando ondas gigantes e tempestades nos mares do planeta, sem pisar em terra firme.

Link do Catarse para apoiar o projeto

Mais informações no site — https://andrehm.com.br/ e www.sozinhonofimdomundo.com.br