VelaShow 2023 encerra com sucesso de público

0
144

A terceira edição do VelaShow foi encerrada neste domingo (11) com anúncios, palestras e mais uma vez com uma grande presença do público, que aproveitou os três dias do evento na Escola de Vela Lars Grael, em Ilhabela (SP), para conferir as novidades do mercado da modalidade.

E antes mesmo do término desta edição, foi anunciada que a versão 2024 do VelaShow será na mesma Ilhabela, em uma data semelhante a deste ano, o que só reforça o sucesso que foi o evento na cidade que é considerada a Capital Nacional da Vela.

Ao todo foram 15 palestras durante os três dias do VelaShow 2023. Mais de 50 expositores participaram do evento, e a expectativa era de 1000 a 1200 pessoas por dia na feira, número que foi superado em todos os dias.

A feira reuniu velejadores, empresários ou entusiastas e deu a oportunidade a todos de ficar por dentro das tendências, inovações e tudo aquilo que o setor da vela náutica tem de melhor em produtos, serviços e treinamentos.

”Atingimos o objetivo proposto que era trazer algo novo para a região, para essa cidade maravilhosa que é conhecida como a capital da vela, e esperamos que no ano que vem possamos realizar uma nova edição do VelaShow aqui, e quem sabe até um pouco maior do que a edição deste ano”, revelou Edilberto Almeida, organizador do VelaShow.

”Foi um evento sensacional e que cumpriu o que esperávamos. Logicamente algumas pessoas ficaram surpresas com o resultado, não só os expositores, mas também os visitantes, e até a Prefeitura de Ilhabela que nos ajudou muito e puderam averiguar o potencial daquilo que é a VelaShow”.

O VelaShow não oferece apenas produtos, mas também experiências. A feira trouxe regatas, como a Ubatuba-Ilhabela, empresas que apresentaram produtos e serviços, além de palestras de alto nível.

Expositores e palestrantes comemoram

O sucesso desta edição do VelaShow também não passou despercebida pelos expositores e palestrantes. O pesquisador Giovanni Dolif, que durante a tarde deu uma aula de meteorologia adaptada para velejadores, ficou impressionado com a presença do público durante as palestras nos três dias do evento.

”É uma oportunidade muito legal estar no Vela Show, estive também no ano passado, mas esse ano senti um calor humano muito legal, as pessoas estavam muito interessadas no assunto, que permeia muitas atividades da navegação, mas principalmente a navegação em si”, comentou Giovanni Dolif.

”Um ponto que achei interessante foi à diversidade de perfis de pessoas que estão buscando vir para o mar e para o mundo da vela, então tem gente que não tem experiência nenhuma na vida, que nunca velejou, que mora em cidade grande e que resolve ter essa experiência de aproveitar essa natureza fantástica que temos no Brasil e muito além”.

Outra palestra que arrancou muitos aplausos neste domingo no VelaShow foi do biólogo Charlie Flesch, que de um jeito descontraído contou sua trajetória de vida que o levou a se tornar comandante e como foi realizar seu sonho de ir a Antártida.

Charlie passou por muitos trabalhos e aventuras antes de se encontrar neste meio e teve que batalhar muito para aprender a velejar e os trabalhos que exigem uma grande expedição, até que estivesse pronto e fosse convidado a participar da viagem dos seus sonhos e os frutos colhidos dessa experiência o tornaram capaz de assumir o comando de seu próprio barco, onde hoje é o Capitão de suas próprias expedições.

”Para mim foi uma satisfação quando as pessoas vieram me falar que foi inspirador, que foi incentivador e até quem começou já tarde na navegação, mas em pouco tempo conseguiu ter seu próprio veleiro e comandar navegações até para a Antártida, que é muito difícil”, comentou Charlie Flesch.