Vela brasileira disputa eventos em Lanzarote e Vilamoura

0
233

Martine e Kahena ficam em quarto lugar em competição na Espanha. Brasileiros estreiam em regatas na base de Vilamoura

A vela brasileira estreou nesta segunda-feira (13) na quinta edição do Portugal Grand Prix – Round 2, em Vilamoura, Portugal. O evento na base olímpica do país para a Paris 2024 conta com mais de 200 atletas inscritos de todo o mundo. São regatas válidas para as classes 49er, 49erFX, Nacra 17, ILCA 6, ILCA 7, 470 e iQFoil. As provas vão até o dia 16 de fevereiro.

Estão presentes as duplas Marco Grael e Gabriel Simões, Gustavo Abdulklech e Nicolas Bernal, Tiago Quevedo e Breno Kneipp no 49er. Na 49erFX, Rafaela Salles se machucou e a proeira Catarina Glashester compete ao lado de uma atleta da Dinamarca.

Acompanham a equipe brasileira em Vilamoura o gerente técnico Juan Sienra e os treinadores Henry Boening e Ricardo Paranhos.

”Foi importante para as duplas pegarem um pouco de ritmo de regata. As equipes tiveram problemas na largada, mas foram se achando ao longo do dia”, explicou Ricardo Paranhos, técnico da equipe.

A CBVela – Confederação Brasileira de Vela escolheu o Vilamoura Sailing, em Algarve, Portugal, como base de treinamento da equipe olímpica visando Paris 2024. O local é considerado o maior centro náutico do mundo e a entidade irá transferir todos os equipamentos sediados na Europa para a cidade portuguesa.

Além dos velejadores que buscam vaga nos Jogos Olímpicos e Mundiais de categoria, o centro de treinamento será aberto a mais classes como Optimist, 420, Snipe e J70. O Vilamoura Sailing Center está sediado na Marina de Vilamoura, na costa sul de Portugal.

Martine e Kahena em quarto na Espanha

As brasileiras Martine Grael e Kahena Kunze ficaram em quarto lugar no Lanzarote International Regatta 2023, na Marina Rubicón, nas Ilhas Canárias, na Espanha. O evento contou com 367 velejadores e 39 países.

Ventos de 13 a 19 nós para três medal races com pouca visibilidade na chamada ‘Calima’, tempestade de areia no local turístico espanhol. Na 49erFX, Freya Black e Saskia Tidey (GBR) foram as vencedoras, seguidas pelas italianas Jana Germani e Giorgia Bertuzzi e as norte-americanas Steph Roble e Maggie Shea, que levaram o bronze.

O calendário de Martine e Kahena para 2023 está extenso! Entre os dias 8 a 23 de agosto, as principais velejadoras do país disputarão o Campeonato Mundial de Vela, em Haia, na Holanda. O torneio define as primeiras vagas para os Jogos Olímpicos de Paris.

As demais serão preenchidas nos Jogos Pan-Americanos de Santiago do Chile, entre outubro e novembro. A vela brasileira terá a cidade de Algarrobo como sede.

Em busca do tricampeonato olímpico, as velejadoras contam com o patrocínio de Prada, Energisa, Magic Marine e Gottifredi Maffioli, além de serem apoiadas pelos programas Bolsa Atleta e Lei de Incentivo ao Esporte (LIE) e CBVela.