Matheus Gonche retorna de seu primeiro Mundial de Esportes Aquáticos com saldo positivo

0
32
Matheus Gonche em Budapeste. Foto: Divulgação

Nadador natural de Resende (RJ) participou de seu primeiro Mundial e nadou três provas em Budapeste

O nadador Matheus Gonche, natural de Resende (RJ), está de volta ao Brasil depois de sua primeira participação em Campeonatos Mundiais Absolutos da FINA – Federação Internacional de Natação. O brasileiro participou na última semana do Mundial de Esportes Aquáticos de Budapeste, na Hungria, que reuniu os melhores do mundo em sete dias de competição.

No Mundial, Gonche nadou três provas: 100m borboleta, 200m borboleta e fez parte do revezamento 4x100m medley masculino brasileiro.

“Foi muito emocionante nadar com os melhores do mundo. Com certeza realizei mais um sonho. Os resultados não foram todos os melhores que eu imaginei, mas de modo geral, eu gostei. Foram meses treinando e saí de Budapeste contente com minha performance”, comentou Matheus.

Depois de ter feito parte da Seleção Brasileira nos Jogos Olímpicos de Tóquio, no ano passado, Gonche reafirmou seu lugar no Time Brasil e integrou a equipe de nadadores brasileiros para o Mundial.

Nos 100m borboleta, Gonche fez o tempo de 52s27 e terminou na 18ª colocação da prova, sendo o segundo reservsa para as semifinais. O atleta nadou os 200m borboleta e terminou na 33ª colocação, com o tempo de 2min01s65.

No revezamento 4x100m medley masculino, Gonche fez parte do time junto com Guilherme Basseto, João Gomes Jr e Luiz Gustavo Borges. O atleta do SESI-SP nadou os 100m borboleta do revezamento com a parcial de 52s18. Juntos, os brasileiros terminaram na 10ª colocação da prova, com o tempo de 3min34s66.

“O revezamento foi bem emocionante. Nadar com o pessoal do meu país não tem preço. Dividir espaço com essa geração foi muito legal. Budapeste me deixou mais disposto a melhorar minhas marcas, sem dúvidas. Dá para encostar nos melhores da categoria hoje”, acredita o nadador de 23 anos.

O próximo desafio de Gonche é o Troféu José Finkel, que será realizado em Recife (PE), entre os dias 13 a 17 de setembro. O campeonato classifica os nadadores para o Mundial de Piscina Curta, em Melbourne, na Austrália, entre 13 e 18 de dezembro.

“Agora é focar no Finkel e tentar pegar essa vaga na piscina curta. Pretendo me manter na Seleção. Vai ser importante para mim”, finalizou o atleta.

Em 2021, Matheus conquistou a vaga para seus primeiros Jogos Olímpicos, realizados em Tóquio. Na seletiva olímpica, ele nadou a prova dos 100 metros borboleta em 51s94, abaixo do índice de 51s96.

No Troféu Brasil, disputado no início de abril deste ano, no Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro (RJ), o jovem do SESI-SP venceu as duas principais provas do borboleta, os 100 m e os 200 m, e carimbou sua ida ao Mundial.