Escolinha de Triathlon em Ceilândia celebra conquistas no esporte e na educação

0
110
Escolinha de Triathlon traz evolução no esporte e nos estudos em Ceilândia (Alex Alves)

Superação é a palavra que marca a temporada de estreia da Escolinha de Triathlon Formando Campeões em Ceilândia, no Distrito Federal. O projeto foi abraçado por toda a comunidade, venceu o sedentarismo decorrente da pandemia de coronavírus e conquistou crianças que só conheciam o futebol. Os resultados foram além da evolução física, refletindo-se inclusive no desempenho escolar da garotada.

A Escolinha de Triathlon chegou a Ceilândia em maio, após seis anos como referência na formação de jovens pelo esporte no Paraná. O projeto deu vida nova ao Centro Olímpico e Paralímpico do Parque da Vaquejada, que estava com atividades paralisadas. O primeiro desafio foi apresentar à comunidade um esporte muito distante da sua realidade.

“Muitos acreditavam que o triathlon é um esporte de elite, que essas crianças não teriam condições de praticar. Mas a periferia precisa entender que tem direito a oportunidades como essa, que pode e deve experimentar outros esportes, outras atividades. Foi isso o que o projeto mostrou”, defende o professor Nildomar Valadares dos Santos. “Nós despertamos em todos o interesse pelo triathlon. Pedimos pras crianças pesquisarem sobre o esporte, sobre o Juraci Moreira, nosso padrinho. E hoje os pais estão envolvidos, interessados. Os alunos ficaram ansiosos em conhecer o Juraci, um triatleta olímpico, e já pensam em competir.”

O trabalho realizado no COP rendeu mais massa muscular, resistência e equilíbrio à criançada. E trouxe uma série de vitórias. “A Natália não sabia pedalar e tinha trauma de água. Hoje faz os dois esportes muito bem. O Davi era muito ansioso, não entrava na piscina de jeito nenhum. Hoje nada perfeitamente, e diz que quer ser triatleta”, enumera o professor.

 

Esporte e educação trabalhando juntos

Mas a maior conquista vai além da pista de atletismo. Beatriz Cristina dos Santos, de 15 anos, é o maior exemplo de como o esporte pode ser uma ferramenta de transformação. Beatriz chegou ao projeto muito introvertida, com dificuldades para se dedicar ao esporte e notas baixas na escola. E contou com o apoio integral do professor Nildomar Valadares.

“A Beatriz é muito inteligente, mas falava pouco. Quis parar com o triathlon várias vezes, tinha dificuldades na escola. Conversei muito com a mãe e com ela, fui trazendo pra perto”, lembra Nildomar. “A coisa mais gratificante foi quando ela chegou para mim, na semana passada, abriu um sorriso e disse que tinha passado de série. Se ela vai ser triatleta, não sei, mas o que importa é a sementinha de cidadã que foi plantada. Essa mocinha reflete o que é o projeto, o que me faz querer trabalhar cada vez mais, e me mostra que estamos no caminho certo.”

 

Metas da Agenda 2030 na Escolinha

Promover uma educação de qualidade por meio do esporte é uma das grandes missões da Escolinha de Triathlon Formando Campeões. Também é um dos 17 objetivos de desenvolvimento sustentável que integram a Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas, a ONU, com a qual o projeto está comprometido. A Escolinha busca atingir esses objetivos de forma individual, com ações de conscientização com os alunos, e coletiva. Faz parte do projeto o compartilhamento dos equipamentos de treino, a preocupação com uma educação escolar de qualidade, adoção da igualdade de gêneros no número de alunos e professores.

 

Formando Campeões

A Escolinha de Triathlon Formando Campeões, iniciada há cinco anos em Curitiba (PR), é hoje um modelo de formação da modalidade no País. Idealizado pelo atleta olímpico curitibano Juraci Moreira, contempla 660 crianças e adolescentes em 15 núcleos espalhados por Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Distrito Federal e Ceará.

Em Ceilândia, as aulas de triathlon englobam as três modalidades do esporte (natação, ciclismo e corrida). Divididas em turmas de 10 alunos de acordo com a faixa etária, as crianças treinam às segundas, terças, quintas e sextas-feiras pela manhã, das 9 às 11 horas, e à tarde, das 15 às 17 horas.

A Escolinha de Triathlon Formando Campeões é viabilizada pela Lei de Incentivo ao Esporte, programa da Secretaria Especial do Esporte, Ministério da Cidadania e Governo Federal com a execução da Esco.t Escolinha de Talentos e apoio da Secretaria de Esportes e Lazer do Distrito Federal. A SulAmérica é a patrocinadora do projeto.

 

Curta a Fã page – Escolinha de Triathlon – Formando Campeões