Crianças da Escolinha de Triathlon em Campinas aprendem sobre bike fit

0
177
Biomecânica do ciclismo na Escolinha de Triathlon em Campinas (Andrea Rodrigues Fotografia)

Diversão combinada com técnica e conhecimento é o segredo da Escolinha de Triathlon Formando Campeões. Em Campinas, por exemplo, a garotada já começa a entender toda a biomecânica dos movimentos por trás de cada pedalada. As aulas de ciclismo incluem até o bike fit.

Ajuste voltado para adequar a bicicleta totalmente ao tipo físico do ciclista, o bike fit envolve uma série de medições, levando em conta pernas, braços, tronco e como o seu corpo se comporta durante o pedal. O ajuste evita lesões e melhora a experiência no ciclismo, com maior rendimento e ergonomia. Em Campinas, o professor Luiz Henrique Vidal fez todos os ajustes necessários para adequar as bikes speed ao biotipo de cada aluno.

Biomecânica do ciclismo na Escolinha de Triathlon em Campinas
(Andrea Rodrigues Fotografia)

“Nós introduzimos a biomecânica do ciclismo por meio ajustes que fizemos nas bikes speed para os alunos. Aproveitamos para falar da postura na bike e a influência da altura do selim e da distância para o guidão. E fomos explicando cada componente da bike”, conta o professor Luiz Henrique Vidal.

Os alunos também já puderam aprender as diferenças entre a mountain bike e a bike speed. A primeira, mais usada, é a porta de entrada para o ciclismo, por seu conforto e versatilidade. Com suspensão dianteira ou traseira, troca de marchas e pneus mais largos, pode ser usada tanto no asfalto como em trilhas de terra. Já a segunda é voltada para a velocidade. Por isso, é mais leve, com pneus mais finos e lisos e guidão curvado para baixo, oferecendo uma posição aerodinâmica para pedalar.

“Fomos destrinchando esse universo do ciclismo pra eles, com a versatilidade da mountain bike contra a velocidade da speed. E as crianças adoraram, ficaram loucas com a speed, porque anda dez vezes mais rápido,” conta o professor.

Publicidade

Metas da Agenda 2030 na Escolinha

A formação de crianças e adolescentes por meio do esporte é a principal missão da Escolinha de Triathlon Formando Campeões. Mais do que as técnicas do nada, pedala e corre, a equipe técnica segue diretrizes pedagógicas para orientar os triatletas mirins em questões como organização pessoal, disciplina e respeito aos pais e professores.

Essas diretrizes também estão de acordo com os 17 objetivos de desenvolvimento sustentável que integram a Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas, a ONU, com a qual o projeto está comprometido. A Escolinha busca atingir esses objetivos de forma individual, com ações de conscientização com os alunos, e coletiva. Faz parte do projeto o compartilhamento dos equipamentos de treino, a preocupação com uma educação escolar de qualidade, adoção da igualdade de gêneros no número de alunos e professores.

 

Biomecânica do ciclismo na Escolinha de Triathlon em Campinas
(Andrea Rodrigues Fotografia)

Formando Campeões

A Escolinha de Triathlon Formando Campeões, iniciada há cinco anos em Curitiba (PR), é hoje um modelo de formação da modalidade no País. Idealizado pelo atleta olímpico curitibano Juraci Moreira, contempla 660 crianças e adolescentes em 15 núcleos espalhados por Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Distrito Federal e Ceará.

Em Campinas, os alunos têm aulas de triathlon englobando as três modalidades do esporte (natação, ciclismo e corrida), duas vezes por semana. As aulas, com duas horas de duração, são dadas duas vezes por semana para turmas de 10 alunos, de terça a sexta-feira pela manhã, das 9 às 11 horas, e à tarde, das 15 às 17 horas.

A Escolinha de Triathlon Formando Campeões é viabilizada pela Lei de Incentivo ao Esporte, programa da Secretaria Especial do Esporte, Ministério da Cidadania e Governo Federal com a execução da APANI SEME-Itu e apoio da prefeitura de Campinas. Os patrocinadores são ABL Antibióticos do Brasil, SulAmérica, Astra e Japi.

 

Curta a Fã page – Escolinha de Triathlon – Formando Campeões