Sobrevivência no mar será tema do Simpósio de Segurança do Navegador Amador

0
36
Divulgação

A preparação faz a diferença em qualquer viagem! Para quem utiliza embarcações a motor, além de estar atento às condições climáticas, é fundamental também estar por dentro das principais causas de acidentes e de treinamentos com os equipamentos de segurança.

Com 17 anos de história, o Simpósio de Segurança do Navegador Amador tem realizado essa missão. Entre os temas desta edição, a palestra ‘Sobrevivência no mar’ se aprofunda em dicas e aprendizados para os navegadores. A apresentação sobre o tema será neste sábado (16), às 14h, no Yacht Club de Ilhabela (YCI). Com anos de experiência de Capitão Amador, o palestrante Marco Ferrari traz para os participantes informações atualizadas das principais causas de acidentes marítimos e também quais tipos de prevenções os navegadores amadores precisam tomar.

Além disso, o especialista mostra algumas das principais regras de navegação amadora e como agir no mar. Uma apresentação que reunirá história, informações, dicas e prática. ”Toda a temática que eu uso eu passo para as pessoas que estão assistindo ao evento, fazendo eles participarem das temáticas que a gente usa, principalmente com os equipamentos de segurança”, destacou Marco Ferrari.

O palestrante fala sobre a importância de ter um Simpósio para discutir anualmente estes temas há quase duas décadas. São quatro dias de evento divididos pelo Credenciamento, Dia de Mar, Simpósio e as Provas para Amadores.

Capitão amador turma 1985, skipper, instrutor de náutica em várias disciplinas, homologado na DPC NORMAM 24 e em cursos CBSN e CBSP, além de palestrante e instrutor do dia de mar desde o primeiro Simpósio, Marco Ferrari também é especialista na área ambiental e mestre em epidemiologia ambiental.

”É um evento muito importante, que já acontece desde 2000 treinando pessoas em água e palestras. Isso faz com que o participante em dia de mar aprenda a usar os equipamentos e como se comportar na água, dentro da embarcação, antes de abandonar o barco caso necessite sair para a água, como se comportar em uma balsa, todos os fatores psicológicos e fisiológicos que ocorrem quando uma pessoa passa a ser náufrago, entre outros ensinamentos fundamentais”, completa.

O Simpósio

O Yacht Club de Ilhabela já está ganhando forma para receber o evento, organizado e produzido pela Full Time Eventos. As atividades começam na quinta-feira (14/10) com o credenciamento, que se estende a todos os demais dias de Simpósio de Segurança do Navegador Amador.

Na sexta-feira (15/10), as ações serão na água, no chamado Dia de Mar com manobras de atracação e desatracação, resgate de homem ao mar, abandono de embarcação, coletes e balsa salva vidas, sinalização com pirotécnicos, transmissão de “Securitée” e “May Day” e demonstração de resgate de náufrago por aeronave.

No sábado (16/10), serão realizadas palestras com nomes de peso do mundo náutico e autoridades da Marinha do Brasil, com abertura oficial de Alex Costa – Comodoro do Yacht Club de Ilhabela, Mario Simonsen – Presidente da Soamar-SP, Wladmilson Borges de Aguiar – Almirante de Esquadra e Diretor Geral de Navegação – e Alexandre Cursino de Oliveira – Vice-Almirante e Diretor de Portos e Costas.

No domingo (17/10), acontecerão as provas. É pré-requisito para o exame de Mestre Amador que o candidato seja Arrais Amador. E os inscritos para a avaliação de Capitão devem possuir a licença Mestre Amador. Não será realizada a averbação de MOTONAUTA nas carteiras emitidas no Simpósio.

As embarcações dos chamados Exercícios de Mar serão enviadas pela Marinha do Brasil.

PROGRAMAÇÃO OFICIAL

14/10 – CREDENCIAMENTO
14h às 18h – Credenciamento

15/10 – DIA DE MAR
8h às 8h30 – Credenciamento
8h30 às 9h30 – Instruções para o Dia de Mar
9h30 às 10h30 – Embarque nos meios
10h30 às 16h45 – Atracação e desatracação, noções práticas de manobras e navegação, resgate de homem ao mar, abandono de embarcação, coletes e balsa salva vidas
sinalização com pirotécnicos, transmissão de “Securitée” e “May Day”, demonstração de resgate de náufrago por aeronave.
16h45 às 17h – Desembarque dos Meios

16/10 – SIMPÓSIO

8h às 09h – Credenciamento

9h às 09h15 – Abertura Oficial com Alex Costa – Comodoro do Yacht Club de Ilhabela & Mario Simonsen – Presidente Soamar-SP

9h15 às 09h30 – Palavra do Comandante da Marinha com o Almirante de Esquadra Almir Garnier Santos – Comandante da Marinha do Brasil

9h30 às 9h45 – A Importância do Simpósio com o Vice-Almirante Alexandre Cursino de Oliveira – Diretor de Portos e Costas.

9h45 às 10h15 – Coffee break

10h15 às 11h00 – Navegando com Segurança / Preparação Travessias com Marcio Dottori – Engenheiro naval, diretor técnico da Revista Náutica

11h às 11h30 – Tribunal Marítimo e a Segurança da Navegação com o Vice-Almirante Wilson Pereira de Lima Filho – Presidente do Tribunal Maritimo.

11h30 12h15 – A contribuição do RIPEAM para a Segurança do Navegador Amador com o Capitão de Mar e Guerra Sergio Henrique Magliari da Costa Moura

12h15 às 14h – Almoço

14h às 15h – Sobrevivência no Mar com Marco Ferrari

15h às 15h45 – Aspectos Práticos da Normam 03 com o Capitão-Tenente Helenilde de Lima Silva Gomes – Chefe do Departamento de Pessoal Amador, Marinas, Clubes e Entidades Desportivas Náuticas da Diretoria de Portos e Costas.

15h45 às 16h15 – Coffe break

16h15 às 17h15 – O sucesso é uma experiência coletiva com Beto Pandiani – Velejador de renome mundial, Escritor e Palestrante

17h às 18h30 – Encerramento – Confraternização

17/10 – PROVAS
8h às 12h30 – Provas para Amadores

Confira a programação completa

Sobre o Simpósio

O Simpósio de Segurança do Navegador Amador teve sua primeira edição realizada no ano de 2000, na Escola Naval. Idealizado pelo Vice Almirante Euclides Duncan Janot de Matos, à época Diretor de Portos e Costas da Marinha do Brasil, o evento teve a coordenação do navegador Carlos Brancante, pela sua experiência de mais de 150.000 milhas navegadas, e o então CMG Bernardo Pierantoni Gamboa, hoje Vice-Almirante.

A missão era aproximar a Marinha dos navegadores amadores, tendo como foco central a segurança. Nesses 20 anos, o simpósio vem conscientizando toda a comunidade náutica sobre como ter uma navegação mais segura e evitar a poluição hídrica, de forma a garantir a salvaguarda da vida humana no mar.