Brusquense se une a empresários para viabilizar barco brasileiro na Ocean Race

0
194
Foto.FelipeKZ

A primeira e única vez que o Brasil teve uma embarcação no maior evento de regatas do mundo foi em 2006

 

A maior Regata Transoceânica do mundo poderá ter pela segunda vez a participação de uma embarcação brasileira. E se depender de dois brusquenses junto a um grupo de outros, isso certamente acontecerá.

A The Ocean Race, a maior regata volta ao mundo, reúne embarcações de todos os lugares do planeta. E a próxima edição está marcada para o ano que vem. Porém, a primeira e única vez que o Brasil participou do evento foi em 2006. O barco Brasil 1 velejou o mundo, e a conquista foi idealizada pelo velejador e empresário Alan Adler. No comando do veleiro estava o medalhista olímpico Torben Grael e, entre os tripulantes, o catarinense André “Bochecha” Fonseca.

Para viabilizar a participação de um barco brasileiro na The Ocean Race, um grupo de executivos e entusiastas do esporte se uniram para criar a SC Brasil Esporte Náutico. E no primeiro dia do mês de setembro (1), o grupo realizou um evento para apresentar o projeto do barco nacional a fim de levantar recursos.

O evento aconteceu no Iate Clube de Cabeçudas, em Itajaí, para um seleto grupo de empresários e investidores com interesse no setor náutico.

 

E uma das figuras centrais do evento foi o brusquense Nei Fernando Martins. O empresário é sócio administrador do Triplex junto ao sócio Alexandro Hingst – empresa brusquense especializada em negócios de bens de luxo, entre ele embarcações náuticas, aeronaves, imobiliários e automóveis.

Com estratégicos e bons relacionamentos com empresários e investidores, por ser referência em negociações de embarcações náuticas, Nei foi convidado pela SC Brasil para conectar pessoas com interesse em investir no projeto.

“Nos tornamos amigos e parceiros dos executivos da SC Brasil e, consequentemente, abraçamos o projeto de levar um barco catarinense ao maior evento de regata do mundo. Um dos nossos diferenciais é proporcionar e favorecer parcerias entre investidores e empresários. E é um grande prazer participar dessas conexões”, diz Nei.O Triplex nasceu com o conceito de trazer um novo polo de negócios de luxo para Brusque e região. E por essa razão, Nei atua com uma potente base de rede de contatos.

“Fico muito feliz por usar uma das nossas forças, que é o networking, para contribuir para esse projeto audacioso e que tem tudo para dar certo. Ver um barco catarinense representando a nossa nação pela segunda vez nesse evento tão importante será espetacular”, ressalta.

A próxima edição da Ocean Race acontece em 2022. E Itajaí está confirmada como única parada na América Latina.

O SCBrasil Esporte Náutico quer levar a bandeira de Santa Catarina e do Brasil na próxima edição do evento. O sonho do segundo barco nacional na competição surgiu após a entrada de Itajaí no hall das cidades-sede do evento. Em 2023, o município catarinense receberá pela quarta vez a volta ao mundo.

Fonte: Portal da Cidade Brusque