Torben Grael fala sobre perspectiva de medalhas nos Jogos Olímpicos de Tóquio, no Japão.

0
44
Torben Grael e o sócio, o também velejador Klaus Peters Foto Túlio Moreira

Em sua primeira visita ao Lago Corumbá IV, em Abadiânia, região leste de Goiás, realizada na manhã da última quinta-feira, o bicampeão olímpico Torben Grael demonstrou entusiasmo com a operação da marina guarda-barcos do Escarpas Eco Parque, que vai contribuir para a popularização da vela e de outros esportes náuticos em Goiás. Acompanhado pelo empreendedor Leandro Daher, sócio-diretor da Tropical Urbanismo, o velejador conheceu a área que vai abrigar o projeto de sua empresa, a Intermarinas, e deu início aos estudos de viabilidade para a implantação da estrutura. O bicampeão olímpico, que atualmente é coordenador técnico da seleção brasileira de vela, embarca para o Japão neste sábado, 3 de julho, onde acompanhará os atletas da categoria nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Torben está confiante com a atual fase da modalidade no Brasil e acredita que a vela pode manter a tradição das últimas edições e trazer medalhas para o país.

 


Torben Grael durante visita de reconhecimento ao Escarpas Eco Parque
Láira Machado

O velejador multicampeão é dono de cinco medalhas olímpicas, sendo duas de ouro, e acredita que o Brasil possa conquistar até dois pódios na edição deste ano, mantendo a tradição do país na principal competição internacional do universo desportivo. “Enfrentamos um período de muitos desafios por causa da pandemia. A preparação dos atletas brasileiros foi bastante prejudicada, porque muitos atletas não conseguiram autorização para participar de treinamentos na Europa. Mas acredito que temos uma equipe de muito talento e que podemos manter a nossa sequência de medalhas na modalidade”, frisou o velejador.